10 ferramentas grátis para seu e-commerce

em mai 25, 2015:por

Dante Lima

Formado em Administração de Empresa pela FAAP e com Pós Graduação em finanças pela Insper – SP. Professor de e-commerce na Internet Innovation. Sócio da enextgroup, responsável pela Uber Digital. Tem histórico de clientes como: Arezzo/Schutz, Telhanorte, RaiaDrogasil, Gallerist, LelisBanc, Enjoei, Mash, Meu Amigo Pet, entre diversos outros.
Views2.254
ferramentas-grátis-e-commerce

Está sem dinheiro e quer fazer seu e-commerce vender mais?

Segue relação de ferramentas que auxiliam no dia a dia e te ajudam a vender mais:

1. Google Trends – essa ferramenta é ótima para você prever tendências. Uma das principais dúvidas que todo varejista tem é sobre quais produtos comprar para acertar no mix. Através do Google Trends, há vários insights para o planejamento comercial. O Google Trends é um site aberto do Google que mostra todas as buscas realizadas no Google, e como todos sabem, o que acontece no Google é o que está acontecendo no mundo…

Imagem mostra as tendências de busca no Google Trends, para ajudar na análise comercial para e-commerce

Imagem mostra as tendências de busca no Google Trends, para ajudar na análise comercial para e-commerce

 

2. Google Analytics – O Google Analytics é o básico para web-analytics. Não existe um e-commerce de médio ou grande porte no Brasil que não utiliza essa ferramenta. Por aqui é possível medir – visitantes, tempo de navegação, taxa de rejeição, taxa de conversão, origem de tráfego, dispositivos usados para acesso (desktop, tablet, mobile), navegador utilizado, entre vários outros indicadores.

A grande diferença entre a gestão de um negócio tradicional e um negócio online é que no online é possível medir (quase) tudo, saber como usar tais dados é vital para o sucesso do negócio.

3. Google Tag Manager - O Google Tag Manager é uma ferramenta muito utilizada para gerenciar as tags do site. As tags podem ser usada para diferentes motivos, como por exemplo: ferramentas de webanalytic, afiliados, ferramenta de teste a/b, remarketing, entre outros. Conforme o e-commerce vai crescendo, inevitavelmente novos parceiros vão entrar e gerenciar suas tags é muito importante para a agilidade no negócio.

4. Google Web Master Tools - O Google Web Master Tools é uma ferramenta que auxilia principalmente nas melhorias de SEO do site. Através dela é possível entender com bastante profundidade como o sistema do Google lê seu site. Nele, você vê relatórios das principais páginas, palavras chave, título, descrição, e dá várias dicas sobre o que melhorar para o Google melhorar a relevância do seu site. Além de mostrar os erros para indexação, ele passa sugestões de melhorias, tanto técnicas quanto de conteúdo.

5. Google Page Speed – O Google Page Speed é a ferramenta do Google que auxilia na melhoria de velocidade e performance do site. Funciona muito parecido com o Google Web Master Tools, análise e sugestões de melhorias. Basta você colocar o URL do seu site e analisar, a ferramenta irá te mostrar 2 blocos de análise: Mobile e Desktop. Além de apresentar as sugestões de melhorias técnicas, ele também sugere melhorias de usabilidade. Hoje o Google está focando muito em mobile para relevância busca, portanto é vital trabalhar nessas melhorias propostas.

Captura de Tela 2015-05-25 às 12.14.12

6. Yandex Metrica – O Yandex é o principal buscador na Rússia. O Yandex Metrica é o Google Analytics do Yandex. A ferramenta que mais utilizamos é o Behavior, que contém uma poderosa ferramenta gratuita para análise de usabilidade. Ele entrega gratuitamente análise de mapa de calor (heatmap), análise de rolagem de página (scroll map) e mapa de cliques (click map). Implantar também é bem simples, basta incluir uma tag de JavaScript nas páginas do seu site.

7. Tiny.png e Compress JPG – As imagens são as principais fontes de peso para carregamento dos sites. Existem algumas ferramentas que auxiliam para diminuir o peso sem perder qualidade. São elas: Tiny Png e Compress JPEG. Basta subir as imagens no site e as imagens reduzidas serão disponibilizadas para download.

8. MailChimp - O MailChimp é uma plataforma para e-mail marketing saas (software as a service). Ela é grátis até 12.000 e-mails enviados e base de 2.000 nomes. Veja o preço aqui. A plataforma é muito intuitiva, o passo a passo tem ótima usabilidade e auxilia muito na criação e disparo de campanhas. Além disso, ela mostra benchmarkings de taxa de abertura, clique, etc, então você consegue saber sempre se suas campanhas estão dentro de padrão de mercado ou não.

9. Similar Web – Para análise de concorrentes, o Similar Web é uma ferramenta muito interessante. Através dela você consegue entender qual o posicionamento dos concorrentes, que palavras chave e produto eles usam para atrair tráfego, principais fontes de tráfego, localização geográfica dos concorrentes, entre vários outros indicadores. É uma fonte gigante de insights.

Captura de Tela 2015-05-25 às 12.27.08

10. Magento - A principal plataforma de e-commerce do mundo hoje em número de lojas é o Magento. O Magento foi comprado pelo eBay, e hoje faz parte das ferramentas e serviços do eBay Enterprise. É uma plataforma PHP open-source, foi criada para massificar a utilização das plataformas de e-commerce no mundo. Como todo software open-source, o Magento tem uma comunidade, e há vários desenvolvedores pelo mundo implantando e criando plug-ins para a solução. Esses plug-ins são extensões da plataforma, ou seja, funcionalidades não nativas que podem ser implantadas no negócios on-the-fly.

No Brasil, o principal e-commerce utilizando Magento é a Saraiva.

Captura de Tela 2015-05-25 às 12.35.40

 

Para implantar sua loja Magento, provavelmente será necessário auxílio de um desenvolvedor certificado, pois a ferramenta tem várias funcionalidades e é complexa. Além disso, é necessário  “tropicalizar”, ou seja, transforma-la para a realidade brasileira. É necessário implantar meios de pagamento, campo CPF no cadastro, tabela dos Correios, anti-fraude, entre outros.

Tem alguma sugestão de solução grátis para ajudar os e-commerce? Deixe seu comentário abaixo!

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

2 Comentários :

  1. Junior Sales disse:

    ötimas dicas, somente uma controversa sobre o magento ele não é grátis e sim open source, são conceitos bem diferentes, é um erro o lojista achar que com o magento ele não terá custo algum, pelo contrário um bom projeto em magento no início fica mais caro que uma plataforma proprietária, se fosse colocar como grátis mencionaria a loja integrada que com o limite tem o conceito de grátis. abraços

  2. Conteúdo muito apropriado e de qualidade

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25