3 principais fatores de ranqueamento do Google

em jan 09, 2017:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
artigo-conteudo

Finalmente a espera acabou. Podemos esquecer de todos esses anos de especulações e debates, e nem precisamos mais adivinhar o que exatamente ajuda nossos sites a ranquear bem nas máquinas de busca. Por quê? Porque Google finalmente revelou seus três principais fatores de ranqueamento.

Eles são conteúdo, links e RankBrain.

Neste artigo decidimos analisar cada um desses fatores para te ajudar a entender melhor a importância deles e te ensinar a usá-los para melhorar os seus ranqueamentos. Pronto para começar?

Fator #1. Conteúdo
Confira a Tabela Periódica de Fatores de Sucesso de SEO, criada por Search Engine Land para formalizar os fatores de ranqueamento do Google, e repare

O conteúdo tem o papel principal na tabela.
Além disso, junto com Arquitectura (Architecture), ele contém mais elementos, sendo uma categoria bem complexa

3 principais fatores de ranqueamento do Google

Tabela Periódica de Fatores de Ranqueamento de SEO: Todos os fatores são importantes, mas aqueles marcados com um “3” têm peso maior que aqueles marcados com “2” e “1”. Nenhum fator por si só não consegue garantir sucesso e ranqueamentos mais altos, mas o mais fatores você tiver trabalhando juntos, mais chances de obter boas posições no Google terá. Fatores negativos são marcados em vermelho e podem prejudicar seus ranqueamentos.

Ou seja, parece evidente – o conteúdo influencia demais seus ranqueamentos.

Qualidade, comprimento, densidade de informação, palavras-chave e como elas são usadas, e até a frequência de atualização de informações – tudo isso influencia a posição que sua página vai ganhar nos resultados de pesquisa.

Como afirma o guía de conteúdo da Search Engine Land: “Acerte no conteúdo e criará uma base sólida para  seu SEO”  

Por quê isso é válido? Vamos analisar juntos!

A principal preocupação de máquinas de busca é oferecer melhor User Experience possível para os usuários. Na prática, tirando os elementos típicos de UX, por exemplo, design e usabilidade, isso quer dizer que as máquinas de busca querem entregar informação que esteja de acordo com a intenção e necessidades do usuário.

Se você parar para pensar, quando você for procurar informações no Google você está procurando um conteúdo. Claro, nem sempre são posts de blogs. Você pode procurar vídeos ensinando fazer algo, artigos de Wikipedia, páginas de produto etc. Mas pensando de uma forma global, pesquisando no Google você está procurando um conteúdo.

Por isso Google e outras máquinas de busca dão prioridade nos resultados de busca para páginas com conteúdo mais relevante, denso e de boa qualidade.

Fator #2. Backlinks
Já suspeitamos isso faz um tempo – para chegar nos primeiros resultados de pesquisa um site precisa de links. De muitos links e ainda de links de boa qualidade.

E agora nossas suspeitas foram confirmadas.

Por isso vamos dar uma olhada no mundo de backlinks e entender como eles funcionam, o que é um backlink de qualidade e como consegui-los.

Como backlinks funcionam
Em palavras simples, backlinks são votos de confiança que outros sites dão para o seu conteúdo.

Google considera cada backlink como indicação que o seu conteúdo é relevante ao assunto em questão e que ele tem autoridade. Ou seja, mais votos de confiança você conseguir ganhar,  mais alto o seu conteúdo vai subir nos resultados de pesquisa.

Qualidade de Backlinks
Entretanto, não é tão simples assim – existem muitos fatores que o Google considera na hora de analisar e calcular a força de um backlink. Por exemplo, a máquina de busca da atenção à qualidade de backlinks não só à quantidade. Por isso as vezes você pode encontrar um site que embora tem menos backlinks, fica na frente de outros com mais backlinks porque os backlinks dele são mais fortes e de melhor qualidade.

Por isso construindo o seu portfólio de backlinks você precisa analisar e dar preferência à backlinks com as seguintes características:

Backlinks devem ser relevantes ao conteúdo da página do seu site ao qual estão apontando. Isso quer dizer que ela deve ser colocada numa página que é relevante ao seu conteúdo. Por exemplo, se você for o dono de uma página de um hotel, você vai querer obter backlinks de sites de turismo e hotéis. Ao mesmo tempo, links de blogs de marketing (a não ser que falem de marketing de hotéis) não são muito relevantes.

Eles devem ser adquiridos naturalmente. Isso quer dizer que o link deve ser adicionado por dono do blog sem receber qualquer retribuição sua.

Os links devem trazer valor para os usuários. Esse ponto é interligado com a relevância, que já analisamos. Qualquer pessoa que decida clicar no link deve ficar satisfeita com as informações encontradas no seu site.

Agora você pode ver como é importante fazer uma auditoria regular de backlinks para avaliar o portfólio de links do seu site e a qualidade deles.
Entre as métricas que devem ser monitoradas, essas são as principais:

– O número de domínios com backlinks para o seu site,

– A força desses links, autoridade de domínios, trust score.

– Países da onde vem os links.

– Proporção de links Dofollow e Nofollow

– Distribuição de texto âncora .

Existem ferramentas (por exemplo, a ferramenta de Backlink Audit da SEMrush) que permitem fazer uma análise profunda do seu perfil de backlinks e fornecem informações necessárias para estabelecer a qualidade de seus links

Fator #3. RankBrain
Admito que o RankBrain, o terceiro fator da lista, parece se algo de um filme de fantástica científica e não um produto de tecnologia moderna.

Tudo porque RankBrain é um sistema de inteligência artificial do Google que usa o processo de aprendizagem de máquina (machine learning) para processar as pesquisas, especialmente aquelas que a máquina de busca recebe pela primeira vez. Essa definição parece ser um pouco confusa, por isso tentaremos definir o termo de uma forma mais simples.  RankBrain analisa as pesquisas, palavras relacionadas e conceitos que elas incluem com páginas que oferecem a conteúdo de maior relevância.

Danny Sullivan explica no artigo dele:

“Da nossa troca de emails com Google entendi que RankBrain é principalmente usado para interpretar as pesquisas para encontrar páginas que podem ter uma combinação de palavras-chave que não é exatamente aquela que foi solicitada pelo usuário”

Parece que o sistema está fazendo um ótimo trabalho. Alguns analistas de SEO já confirmaram a capacidade dele de juntar conceitos de pesquisa e página mesma quando não existia nenhuma palavra idêntica entre eles.

E como isso afeta o SEO?

Para começar, os resultados de pesquisa do RankBrain são mais relevantes para o usuário. A pesquisa feita por Stone Temple Consulting depois que o Google lançou o Rankbrain, descobriu que a qualidade de resultados oferecidos pelo Google para as pesquisas difíceis de entender, melhorou 54%.

Não precisa nem dizer que essa mudança pode criar uma nova tendência, onde usuários não precisam abrir mais do que 3 primeiros links para obter todas as informações necessárias.

Por isso as empresas precisarão criar conteúdo mais específico para garantir que o RankBrain o considere relevante para a pesquisa e o coloque no topo da página de resultados.

Conclusão
Google finalmente revelou três fatores de ranqueamento mais importantes –  conteúdo, backlinks e Rankbrain.

Esperamos que depois de ler o post você obteve uma base sobre a importância desses fatores e conseguiram entender porque as máquinas de busca os escolheram como criterias principais.

Fonte: E-commerce Brasil

veja também:

Artigo contéudo2

Como maximizar seus ganhos nas vendas em um marketplace

Por: Lívia Soares Provavelmente, se você possui um e-commerce já CONTINUAR LENDO…

Bem-vindo à era das Machine Learning: a nova evolução do marketing

Falar do quanto o marketing está ligado à tecnologia é CONTINUAR LENDO…

Um olhar para os nossos vizinhos: como estamos em relação aos países da América Latina

T0dos sabemos que 2016 não foi um ano fácil, seja CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo3

4 técnicas para aumentar suas vendas com e-mail marketing

Como estava sua conta bancária quando você acordou esta manhã? CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JAN 19