5 dicas para potencializar as vendas do seu negócio no Dia do Consumidor

em mar 17, 2015:por

Pedro Guasti

Diretor Executivo da E-bit, VP de Relações Institucionais do Buscapé Company e Presidente do Conselho de Interação e eCommerce da FecomercioSP.
Views33
dia-do-consumidor

O Dia do Consumidor Brasil se aproxima, sendo mais uma bela oportunidade para que os varejistas online possam aproveitar para impulsionarem as vendas em um período historicamente abaixo da média do ano. Seguindo o mesmo modelo que a Black Friday, já consolidada no calendário brasileiro do varejo – e que no ano passado recebeu atenção especial das grandes redes varejistas, investindo fortemente em marketing –, o Dia do Consumidor Brasil é uma campanha que está sendo liderada pelo Buscapé Company, em seu segundo ano, com apoio de entidades como Câmara-e.net, FecomercioSP, Associação Comercial de São Paulo, Alshop e IDV.

O evento contará com a participação de uma enorme variedade de lojas online e de diferentes áreas de atuação, incluindo as grandes redes, que apresentarão ofertas com descontos acima do praticado normalmente. Este ano a mobilização acontece no dia 18 de março – anote em sua agenda! – e, por isso, a E-bit alerta para as boas práticas se você deseja atrair um público ainda maior, e se possível fiel, para a sua loja.

Para se ter uma ideia do potencial de vendas aguardado, o faturamento apenas nesse dia deve ser 60% maior que o atingido no ano passado, que foi de R$ 174 milhões. O setor espera que mais de 630 mil pedidos sejam feitos pela Internet, de acordo com a E-bit. No site do comparador de preços Buscapé, por exemplo, o volume de acesso aumenta de maneira significativa: se no ano passado o tráfego foi de oito a dez vezes maior que uma quarta-feira comum – valendo essa comparação já que a ação será realizada neste dia da semana –, para este ano espera-se que seja até 15 vezes superior.

E visando extrair todo o potencial que a data pode proporcionar, elenquei os principais cuidados que os e-commerces devem ter, sob minha ótica. Vamos lá:

1. Prepare-se com fornecedores, atendimento e sistema

Em eventos sazonais, quando a intenção é apresentar uma enorme gama de ofertas especiais, é necessário antes de tudo negociar condições especiais de preço com os fornecedores. Com essa garantia, o próximo passo é divulgá-las a seu público e além desse perímetro (até onde sua logística alcançar), e então reforçar as áreas de atendimento durante e no pós-venda, principalmente, sem se esquecer da infraestrutura tecnológica, para que o consumidor consiga acessar a loja virtual e finalizar as compras sem problemas de lentidão nos momentos de pico, como já aconteceu na Black Friday.

2. Calcule o desconto

As lojas devem oferecer descontos reais ao consumidor que podem variar em maioria entre 20% e 50% ou mais. Claro que isso deve ser analisado de acordo com as condições acerca do produto (por exemplo, se está saindo de linha ou considerando o acordado com a fabricante) e a capacidade em ter também um retorno sobre a venda.

3. Destaque-se da concorrência

Além de trabalhar a percepção de desconto, oferecer qualidade no atendimento ao consumidor é mais um ponto positivo para as lojas. Entregas mais rápidas com pós-venda de qualidade pode fazer com que o consumidor indique a loja a parentes ou amigos, o que o mercado entende como consumidor fidelizado ou promotor da marca. Diferentemente disso, erros e falta de atenção ao consumidor mancha a reputação da empresa.

4. Pense em formas de divulgação de promoções

Em geral, os buscadores e comparadores de preços, e-mail marketing, redes sociais e marketing boca-a-boca são as formas mais comuns e importantes para geração de resultado. A força da marca, quando o consumidor digita diretamente o nome da loja nos navegadores, e redes sociais são também outros dois fatores interessantes nesse quesito. Passada a ação, é importante avaliar algumas métricas como ROI, número de vezes o valor do investimento gerou em vendas, para saber qual meio atingiu melhor resultado.

5. Invista na fidelização do cliente

As lojas devem tomar proveito de datas como essa, quando um novo e-consumidor resolve experimentar a compra online, para fazer um trabalho de fidelização com ele. Investir em comunicação relevante usando ferramentas de behavior targeting, oferecer produtos agregados e complementares aos clientes, acompanhar o NPS (Net Promoter Score, que mede a satisfação na compra) e, finalmente, entender o Life Time Value (LTV) dos consumidores são os principais desafios das empresas.

Seguindo bem essas orientações e tendo bons produtos em sua vitrine virtual – com as regras usuais que sua loja já deve atender, como fornecer informações detalhadas de cada item e com boas fotos, dados claros e contatos que mostram ser uma loja legalmente estabelecida e confiável, sua política de funcionamento (privacidade e troca de devolução) –, já é um caminho bem trilhado para o sucesso nas vendas.

veja também:

Não há outros artigos postados por esse autor

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25