Amazon lança Cloud Drive – concorrente do Dropbox

em mar 18, 2014:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
amazon-cloud-drive

Amazon lançou seu serviço Cloud Drive no Brasil. Ele permite armazenar fotos, vídeos, documentos e outros arquivos na nuvem. É similar a concorrentes como Dropbox, Google Drive e Microsoft OneDrive (o antigo SkyDrive).

Na prática, os brasileiros já tinham acesso ao Cloud Drive. Bastava usar uma conta da Amazon para entrar no serviço em inglês. Agora, ele está disponível em português.

Quem se inscreve no Cloud Drive recebe 5 gigabytes de espaço gratuito para seus arquivos. É possível aumentar a capacidade pagando desde 10 dólares anuais por 20 gigabytes até 500 dólares anuais por 1 terabyte de espaço.

Como seus concorrentes, o Cloud Drive sincroniza arquivos entre diversos dispositivos. A Amazon oferece aplicativos para Android, iOS, Windows e Mac que fazem a sincronização. Além disso, pode-se ter acesso aos arquivos pelo browser.

Quando um arquivo é alterado num dos dispositivos do usuário, a mudança é reproduzida no servidor e nos demais aparelhos sincronizados. Assim, a pessoa tem acesso à versão mais recente em qualquer equipamento conectado à internet.

Os apps para dispositivos móveis do Cloud Drive têm um recurso de transferência automática de fotos, também encontrado em concorrentes como o Dropbox e o iCloud. Quando ativada, essa opção faz com que as fotos tiradas sejam copiadas para a nuvem.

A transferência automática é prática de ter sempre uma cópia da foto na nuvem. Ela serve de backup para o caso de o smartphone ser perdido ou roubado. Além disso, a sincronização permite que as fotos feitas com o smartphone sejam vistas no PC e no tablet.

Para quem fotografa bastante, esse recurso pode encher rapidamente os 5 GB de espaço gratuito no Cloud Drive. Assim, é bom fazer uma limpeza de vez em quando, eliminando fotos que não se deseja guardar.

A Amazon vem expandindo gradualmente seus negócios no Brasil. Ela começou oferecendo serviços de computação em nuvem para empresas anos atrás. No final de 2012, passou a vender livros digitais no país.

Em 2013, abriu sua loja de apps para Android aos brasileiros. E, neste ano, começou a vender a linha de e-readers Kindle aqui (antes, os e-readers podiam ser encomendados, mas vinham dos Estados Unidos).

Uma evolução natural seria a Amazon trazer ao Brasil sua linha de tablets Kindle Fire, algo que pode acontecer ainda neste ano. Além disso, há anos especula-se que a empresa, em algum momento, deve montar uma operação de comércio eletrônico ampla, como a que ela tem nos Estados Unidos e em outros países.

Fonte: Exame

veja também:

adwords

Como melhorar as vendas com o Google AdWords para e-commerce?

Por: Wallace Castro Você quer vender mais, economizar tempo e fazer CONTINUAR LENDO…

red bull

Marketing de Conteúdo te dá asas

Por: Renann Mendes Nunca fui muito fã de dar aulas, CONTINUAR LENDO…

shopping

Google Shopping: aprenda como usá-lo a seu favor

Por: Raquel Lisboa – Nuvem Shop É cada vez mais CONTINUAR LENDO…

email

Por que o marketplace é o assunto do momento no e-commerce?

O ano de 2017 está sendo marcado pela consolidação do CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JUL 25