Amazon realiza parceria com banco americano Wells Farg

em jul 25, 2016:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
Artigo  contéudo3

A Amazon.com está entrando no negócio de empréstimo estudantil em parceria com o banco americano Wells Fargo, para oferecer os empréstimos com juros mais baixos para os clientes da gigante do e-commerce que assinam o serviço Student Prime.

Pelo acordo anunciado pelas empresas nesta quinta-feira, o Wells Fargo reduzirá em meio ponto percentual os juros dos empréstimos estudantis aos assinantes do Student Prime — que proporciona benefícios como frete grátis de dois dias e acesso a filmes, programas de televisão e armazenamento de fotos.

O Wells Fargo, o terceiro maior banco dos Estados Unidos em ativos, está interessado em “atender nossos clientes onde eles estão — e cada vez mais isso é no espaço digital”, disse John Rasmussen, chefe do grupo de empréstimo pessoal do Wells Fargo, em um comunicado à imprensa.

O Wells Fargo tinha US$ 12,2 bilhões em empréstimos estudantis em circulação no fim de 2015, em comparação com US$ 11,9 bilhões no fim de 2014.

A Amazon está buscando aumentar as assinaturas do Student Prime. É isso que eles querem com este acordo — explicou John Rasmussen, chefe do grupo de empréstimos pessoais do Wells Fargo, em entrevista. — O que nós estamos querendo é expor nossos produtos e serviços e percepção.

À Reuters, uma porta-voz da Amazon enviou um comunicado breve, mas não respondeu às questões sobre sua estratégia ou sobre os termos do acordo.

O Wells Fargo cobra entre 3,39% e 9,03% por um empréstimo estudantil de taxa variável, e de 5,94% a 10,93% para os emprésticos com taxa fixa, de acordo com os valores informados no site da instituição nesta quinta-feira.

Pelos termos combinados, a Amazon não vai trabalhar em acordos similares com outras instituições que ofereçam empréstimos estudantis, embora o Wells Fargo possa oferecer incentivos árecidos para clientes de concorrentes da gigante do e-commerce, informou Rasmussen.

Fonte: OGlobo

veja também:

problema

Três objeções responsáveis por matar as vendas no e-commerce

Por: Rafael Souza. Quando um visitante acessa seu e-commerce e não CONTINUAR LENDO…

smartphones

Como os smartphones mudaram o mercado tradicional

Por: Carolina Marialva Muita gente não acreditaria na transformação, ou nos CONTINUAR LENDO…

sucesso

As 4 maiores desculpas para não se ter um e-commerce de sucesso

Por: Fábio Ricotta. Experiência do usuário, plataformas de automação de e-mails, CONTINUAR LENDO…

DESIGN

Design que atrai: como o layout da sua loja pode ajudar você a vender mais

Por: Galleger Ilhe. Desenvolver um e-commerce não é apenas expor os CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JUL 25