Black Friday brasileira ganha Código de Ética para proteger consumidor

em nov 08, 2013:por

Anna Wagner

Cursa Publicidade e Propaganda na Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado. Atua desde 2012 na área de marketing, trabalhando com Startups na área de e-commerce e e-service. Atualmente é responsável pelo marketing na eNext Consultoria em E-commerce.
Black-Friday-ecommerce

A iniciativa é da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) e agrega um conjunto de normas de conduta e boas práticas para lojistas e consumidores.

A Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (www.camara-e.net) lançou nesta quinta-feira, 07/11, o Código de Ética para a Black Friday (www.camara-e.net/blackfriday) evento de vendas com grandes descontos promovido pelo portal Busca Desconto.  O lançamento foi feito em parceria com o portal.

A entidade espera proteger consumidores e lojistas participantes do evento, que acontece no dia 29 de novembro, com um conjunto de normas de conduta e boas práticas para promoções de e-commerce. Os  varejistas on-line que adotarem o código receberão o selo Black Friday Seguro, que identifica parea os consumidores as lojas que se comprometeram em seguir suas regras.

O Black Friday Brasil marca a mobilização em massa das grandes lojas virtuais brasileiras para incentivar o comércio eletrônico. A iniciativa tem crescido exponencialmente. A primeira edição, em 2010, registrou um movimento de R$ 21 milhões. A terceira, em 2012, gerou faturamento de R$ 217 milhões.

Além da parceria com a camara-e.net, o Busca Descontos terá o apoio do site Reclame Aqui, que cederá um canal exclusivo para denúncias ou reclamações sobre as ofertas do Black Friday. E o Instituto Sieve, especializado em inteligência de precificação no comércio eletrônico, se responsabilizará pela auditoria dos preços e a identificação das ofertas.

Com o Código de Ética, explica o presidente da camara-e.net, Ludovino Lopes, “estamos construindo um ambiente autorregulamentado,  prático e didático, com regras claras às datas promocionais criadas para promover o e-commerce, tendo como base a mecânica do Black Friday”. Ao unir-se ao Black Friday, diz Lopes, “a câmara-e.net contribui para a manutenção do desenvolvimento sustentável do e-commerce nacional”.

A adesão ao código é voluntária, mas a loja virtual que aderir à iniciativa deve manter-se fiel aos seus preceitos. Quem descumprir o acordo poderá receber desde uma advertência, acompanhada de recomendação de mudança de conduta, ser suspensa do próximo Black Friday e até ser excluída da ação.

Para garantir a veracidade dos descontos e avaliar as ações irregulares apontadas pelos e-consumidores, foi constituído um conselho curador, formado por consultores especializados.

Fonte: IDG Now!

veja também:

m-commerce

Como o e-commerce deve se preparar para vender via dispositivos móveis

*Por Leandro Ginane Uma pesquisa da Return Path aponta que CONTINUAR LENDO…

ecommerce-tag-page

Satisfação no e-commerce está ligada à entrega do produto

As empresas que vendem produtos na internet precisam estar atentas CONTINUAR LENDO…

relc3b3gio

Como a sensação de urgência pode ajudar o seu E-commerce?

Os sites de E-commerce podem utilizar a sensação de urgência CONTINUAR LENDO…

calendario

Como manter os preços competitivos durante as datas sazonais

Por Roberto Assef* Datas comemorativas  são extremamente importantes para as CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JUL 25