Brasileiro busca por móveis menores, diz Head de Casa e Decoração do Mercado Livre

em set 21, 2017:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
decoração

Casa e Decoração já ocupa a segunda posição como setor mais vendido no Mercado Livre, segundo dados divulgados pela Head da categoria, Leila Lustre, durante o Mercado Livre Experience. Em 2011 o setor estava apenas no 14º lugar em volume de vendas.

Ainda segundo dados compartilhados por Leila, entre os brasileiros que têm acesso à internet, 76% moram em casa, 23% moram em apartamento e 1% moram em casas de materiais provisórios. “Os apartamentos se espalharam pelo país. De 2000 a 2010 houve crescimento de 43% desses tipos de imóvel entre brasileiros”, disse.

O boom de pessoas morando em apartamentos explica a ascensão de vendas de itens como móveis pequenos. “Existe uma migração recente de mais jovens e old millenials para casas e apartamentos com cômodos menores. Isso se reflete nas buscas das pessoas”, explicou Leila. Para ela o momento é de oportunidade para quem vende produtos desse tipo, principalmente nos grandes centros urbanos, como São Paulo, onde 16% da população mora em apartamento ou em casas menores (com um ou três cômodos).

No geral, Leila aponta os mais jovens e as pessoas na faixa etária de 55 ou mais como os principais compradores de móveis para esses domicílios, sendo que mais da metade (52%) deles são mulheres (no e-commerce elas representam 66%), homens solteiros, casados ou que moram junto. Outros 35% são solteiros e 16% são casal sem filhos. No caso dos casais sem filho, Leila aponta que 73% buscam por itens como ar condicionado e 59% por home Theater, já 200% dos casais com filhos buscam por móveis para bebê e 160% por mobília infantil.

Crescimento das categorias

Ferramentas: 106% em comparação a 2016

Ferragens: 100%

Cama, Mesa e Banho: 104%

Móveis: 94%

Decoração: 95%

Bazar: 88%

Colchão: cresceu 84%

Além do fenômeno da diminuição do espaço físico, o Mercado Livre registrou um aumento de 34% no share de volume de buscas da categoria quarto e um crescimento de 86% da categoria cozinha. “A cozinha se tornou a sala de estar: um ambiente mais democrático, perfeito para receber amigos e novos adeptos da arte gourmet”, explica Leila.

Quem procura por móveis e decoração também está buscando por ideias de móveis para espaços pequenos: 49% buscam por expressões como “melhores móveis” e 105% por preço, promoção e descontos.

Share de busca primeiro trimestre de 2017:

32% das buscas são relacionadas a quarto;

26% relacionadas à sala;

9% relacionadas à cozinha;

Além disso, 18% de quem está passando por algum tipo de transição de vida (como renovação de móveis ou crescimento e mudança dos filhos) está propenso a comprar móveis e produtos de decoração, enquanto 68% estão propensos a comprar eletrodomésticos e eletroportáteis. A nova realidade econômica dos brasileiros também é outro fator de mudança de comportamento de compra. “Esta é a oportunidade para aproveite os gatilhos de mudança de hábito das pessoas”, finalizou Leila.

Outros produtos de destaque:

“Mesa de 4 cadeiras”: cresceu 439%;

“Mesa redonda de 4 cadeiras”: cresceu 142%

“Baquetas para cozinha”: cresceu 423%

“Guarda roupa modulado”: cresceu 153%

“Camas montessorianas”: cresceu 595%

“Armário banheiro pequeno planejado”: cresceu 1089%

“Cadeira de escritório presidente”: cresceu 744%

veja também:

adwords

Como melhorar as vendas com o Google AdWords para e-commerce?

Por: Wallace Castro Você quer vender mais, economizar tempo e fazer CONTINUAR LENDO…

red bull

Marketing de Conteúdo te dá asas

Por: Renann Mendes Nunca fui muito fã de dar aulas, CONTINUAR LENDO…

shopping

Google Shopping: aprenda como usá-lo a seu favor

Por: Raquel Lisboa – Nuvem Shop É cada vez mais CONTINUAR LENDO…

email

Por que o marketplace é o assunto do momento no e-commerce?

O ano de 2017 está sendo marcado pela consolidação do CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JUL 25