Cai número de reclamações sobre o Black Friday nas primeiras horas

em nov 25, 2016:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
artigo-conteudo2323232

O consumidor brasileiro reclamou menos do Black Friday em 2016 em relação ao evento do ano passado. De acordo com levantamento feito pelo site Reclame Aqui, até 6h desta sexta-feira (25) a empresa havia registrado 581 queixas – em 2015, no mesmo período, foram 831.

A queda representa uma diminuição de 30%, ao mesmo tempo em que as pesquisas às reputações das empresas antes da compra aumentaram.

O principal motivo de queixas dos consumidores, de acordo com o site, foi a propaganda enganosa, que representou 19,6% dos casos. Em segundo lugar apareceram as divergências de valores, com 11% dos problemas, seguido de dificuldade para finalizar a compra, com 8,4%.

A maior causa de reclamações nos últimos anos, a maquiagem de preços, caiu para quinto lugar, com 6,7% de descontos anunciados sobre preços que haviam subido.

Para o CEO do Reclame AQUI, Maurício Vargas, as empresas se prepararam melhor para esta edição, mas não foi suficiente para encantar os consumidores. “O brasileiro continua desinteressado pelas ofertas. Os sites oferecem uma média de 26% de desconto e não os 50% ou 60% que todos esperam numa Black Friday”, disse.

Os produtos mais pesquisados nesta Black Friday foram smartphones, TVs e notebooks. Em seguida, vieram geladeira, sofá e fogão, produtos ligados a compras mais planejadas, o que aponta para uma consolidação da Black Friday como uma data de descontos aguardada para concretizar compras necessárias.

Quando considerados individualmente, o iPhone continua sendo o item mais pesquisado, seguido pelo Zenphone, da Asus, Playstation 4, X Box One e Moto G, da Motorola.

De acordo com o Reclame Aqui, o Black Friday não chegou nem perto de ser um assunto dominante. No Twitter, o único tema ligado à promoção que chegou aos dez principais Trendig Topics foi um tuitaço de fans de Luan Santana perto das 20h para divulgar ofertas da loja de produtos licenciados do cantor. Depois da meia-noite, a melhor posição foi da Saraiva, em 15º lugar, perto das 3h da manhã.

Fonte: E-commerce Brasil

veja também:

Como obter um diferencial e recompensar os clientes do seu e-commerce

Por: Alejandro Vásquez, cofundador da Nuvem Shop e diretor de CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo3

Geração “Y” de consumidores demanda muita atenção de varejistas

Por: Juan Pablo Uma estratégia móvel robusta nos dias atuais CONTINUAR LENDO…

Consumidores multicanal: a nova tendência do varejo

Por: Pedro Ivo Martins O consumidor mudou, online e offline CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo

5 métricas fáceis de analisar que ajudam a crescer uma fan page

Por: Camila Porto As principais dificuldades apresentadas pelos empreendedores e CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário