Com aquisições, Linx vai alcançar gigantes do e-commerce

em set 22, 2015:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.

A Linx, empresa que fornece sistemas para varejistas, está investindo no comércio eletrônico. Com a aquisição de duas empresas, ela poderá oferecer soluções melhores para os clientes existentes e alcançar outros players importantes.

As empresas adquiridas foram a Chaordic e Neemu, que criam ferramentas de busca e recomendação para e-commerce. A receita bruta estimada da combinação das duas empresas compradas para 2015 é de 32 milhões de reais. O valor da compra foi de 78,6 milhões de reais à vista.

As duas já atendem clientes como Americanas, Saraiva, Submarino, Máquina de Vendas, Centauro, Sephora, Hotel Urbano, Onofre, O Boticário, Natura, Renner, Itaú e Walmart. Alguns inclusive já eram atendidos pela Linx, enquanto outros poderão fazer parte de seu portfólio.

Dessa forma, a Linx irá ampliar sua presença no comércio eletrônico, setor que cresceu mesmo em meio à crise. “O comércio eletrônico cresceu 16% no 1º semestre”, diz Alberto Menache, diretor-presidente da companhia. “E, no futuro, será muito mais importante”, afirmou em entrevista exclusiva à EXAME.com.

A aquisição da Linx foi anunciada dias depois que a Totvs, sua concorrente, comprou a Bematech.

A Linx fornece sistemas para lojas físicas como Renner, Magazine Luiza, Lojas Americanas, KFC, Spoleto, Telhanorte, Hering, Bob’s, Alpargatas, Nike, Rede Graal, Volkswagem, Habib’s, entre outros.

EXAME.com – Qual é a área de atuação das empresas que foram adquiridas?

Alberto Menache – Elas têm a capacidade de melhorar experiência dos consumidores em ferramentas online de compra. Isso faz toda a diferença para converter ou perder uma venda e também faz aumentar o tíquete médio.

Por exemplo, para procurar um produto dentro de um site de compras, você pode usar um mecanismo de busca, quase um Google dentro da loja virtual. Isso parece muito simples, mas mostrar o produto certo para o cliente tem uma complexidade gigantesca.

Outra ferramenta é a de recomendação de produtos. Quando o consumidor clica em um produto, como uma televisão, o site pode um blu ray ou uma caixa de som. Além disso, o site pode analisar o seu perfil. Se você já comprou várias roupas de bebê, o sistema entende que tem um filho pequeno e vai sugerir produtos adequados.

EXAME.com – Qual o objetivo da Linx com essas aquisições?

Alberto Menache – O primeiro objetivo é fazer com que a compra no comércio eletrônico seja muito diferente, com a personalização da experiência. Com essas novas capacidades, o varejista tem uma chance maior de conseguir converter a compra e aumentar suas vendas.Vamos levar essas tecnologias também para o varejo físico, integrar os canais e ter um grande banco de dados, para que a experiência seja a mesma na loja física, online, no quiosque ou no celular.

EXAME.com – Comércio eletrônico era um ponto fraco na Linx?

Alberto Menache – Já tínhamos plataforma para e-commerce. Os nossos sistemas já providenciavam a loja virtual, o sistema de escolher o produto e colocar no carrinho, contabilizar a venda, dar baixa no estoque. Entre os nossos clientes para soluções no comércio eletrônico, estão a loja da Jorge Bischoff, You Com e Bento Store. Mas essas capacidades e sistemas mais avançados nós não tínhamos.

EXAME.com – Como será a integração com essas empresas?

Alberto Menache – O primeiro será fazer a integração entre elas, porque eram concorrentes. Iremos escolher quais são as melhores competências de cada uma delas e qual tarefa ficará com qual equipe. Também temos uma meta de novos lançamentos e profissionais serão realocados para isso. Já fizemos 19 aquisições desde 2008, com essas serão 21.

EXAME.com – Que sinergias vocês esperam alcançar?

Alberto Menache – Em primeiro lugar, há uma sinergia de produtos que podemos aproveitar. Depois, não faz sentido ter duas tesourarias, dois departamentos de contabilidade. Por fim, há uma boa sinergia comercial. Nós temos cerca de 40 mil clientes, essas duas empresas têm cerca de 200.

EXAME.com – O e-commerce ainda representa uma porcentagem pequena, 4%, do varejo nacional. Como isso irá mudar?

Alberto Menache – Naturalmente o varejo tradicional é e continua muito mais importante. Mas quando você olha para o futuro, o e-commerce tem um espaço muito maior. Ele cresceu 16% no 1º semestre do ano no Brasil, enquanto o varejo tradicional está praticamente estagnado.

EXAME.com – Por que investir em um momento de crise?

Alberto Menache – Essas empresas não têm crise. Um crescimento de 16% no e-commerce não é desprezível. Além disso, momentos de desafios são muito bons para ver quais são os negócios a prova de crise. A Linx nasceu em 1985. Passamos por diversas crises, mas temos clientes fiéis e resilientes e um forte modelo de negócios.

EXAME.com – Que mudanças estão fazendo para enfrentar esse ano?

Alberto Menache – Estamos sendo mais cautelosos. Nos últimos anos, tivemos um preparo para que a empresa continue capitalizada e crescendo. Claro que há coisas pontuais. Estamos mais atentos a custos, mas não mudamos nossa forma de agir. Até reforçamos o investimento em algumas linhas de produtos.

EXAME.com – O setor de sistemas para varejo já está estabelecido? Há espaço para crescimento inorgânico?

Alberto Menache – Há muita oportunidade. Temos uma capacidade grande de integrar empresas. Fazemos aquisições principalmente para adquirir novas capacidades, já que a nossa ideia é mudar forma como varejistas se relacionam com os consumidores.

DE EXAME

veja também:

adwords

Como melhorar as vendas com o Google AdWords para e-commerce?

Por: Wallace Castro Você quer vender mais, economizar tempo e fazer CONTINUAR LENDO…

red bull

Marketing de Conteúdo te dá asas

Por: Renann Mendes Nunca fui muito fã de dar aulas, CONTINUAR LENDO…

shopping

Google Shopping: aprenda como usá-lo a seu favor

Por: Raquel Lisboa – Nuvem Shop É cada vez mais CONTINUAR LENDO…

email

Por que o marketplace é o assunto do momento no e-commerce?

O ano de 2017 está sendo marcado pela consolidação do CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JUL 25