Como melhorar a experiência de compra do usuário no e-commerce?

em nov 25, 2014:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
Views95
funil-de-experiencia-de-usuario

O crescimento médio de quase 30% ao ano representado pelo e-commerce brasileiro, segundo dados da ABCOmm, reflete o surgimento, a cada dia, de inúmeras lojas online. A popularização do comércio eletrônico, porém, gera aos empreendedores uma série de desafios para tornar seu negócio competitivo e gerar a melhor experiência de compra ao usuário. A Axado lançou o Funil da Experiência do Usuário no E-commerce, um infográfico que detalha os problemas relacionados à plataforma, entrada na loja, escolha do produto, cálculo do frete, pagamento e entrega, que impactam diretamente em como o comprador online enxerga o e-commerce. Na sequência, o conteúdo explica como é possível melhorar cada etapa e ainda indica soluções disponíveis no mercado para realizar esse processo.

 

Para que haja recorrência no e-commerce, o processo de construção de uma boa experiência de compra deve acontecer já com a escolha da plataforma, que precisa ser escalável para acompanhar a evolução do negócio. Os plugins são outra parte fundamental à performance de uma loja online. Especialistas do Curso de E-commerce sugerem uma proporção de investimento 30% para aquisição, configuração do sistema de e-commerce e acessórios e outros 70% para o marketing digital, que influencia o processo de entrada na loja. Nesse contexto, o Google Adwords continua sendo uma das melhores alternativas para atrair os clientes.

 

Na sequência do Funil da Experiência do Usuário no E-commerce, é imprescindível facilitar o processo da escolha dos produtos em uma loja virtual. Para isso, o investimento em soluções que personalizam ofertas de e-commerce pode ser crucial, dada a possibilidade de aumentar as chances de um visitante encontrar exatamente o que estava procurando ou o que goste. Depois, chegada à etapa de cálculo do frete, é válido ter contrato com distintas transportadoras, a fim de atender a um número maior de localidades, conseguir ter acesso a um preço mais atrativo (tanto à loja, quanto ao consumidor) e a um prazo mais vantajoso de entrega. O investimento em aplicativos que conectam-se ao backoffice do site, ERP e TMS de uma loja virtual pode apurar o cálculo do frete.

 

“Ainda que nossa experiência seja específica na logística do e-commerce, acreditamos que todas as etapas mereçam investimento e devem estar em sincronia em uma loja online. Quem se interessar mais sobre o potencial do frete dos pedidos vendidos na internet, também poderá encontrar mais dicas ao fim do infográfico”, explica Guilherme Reitz, CEO do Axado. Após recomendações acerca do cálculo das condições de envio das vendas, o material também dá dicas sobre segurança, praticidade e diversificação nos pagamentos. Por fim, também é evidenciada a importância de centros de distribuição bem instalados a fim de dar conta das entregas e, finalmente, aumentar o retorno de visitantes à loja virtual.

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25