Definição Estratégica de Variações de Sku’s

em dez 01, 2013:por

Melina Santini

Graduada em Letras e pós graduada em Gestão Empresarial pela Fecap, já passou por empresas de e-commerce como a Netshoes e atualmente atua na área de Projetos da Über Digital,
Views868
sku

O que muitas pessoas desconhecem é que a definição das variações de skus dos produtos de uma loja virtual está diretamente relacionada à maneira com que os produtos serão apresentados aos consumidores. Desta forma, gostaria de passar algumas dicas para a definição estratégica desta questão.

Primeiramente vou iniciar explicando o que é SKU. Este é um termo mundialmente utilizado e signfica Stock Keeping Unit e designa diferentes itens de estoque, ou seja, representa as variações dos produtos. Vou utilizar um exemplo mais simples, um modelo de camiseta que possui várias cores e tamanhos, as variações de skus deste produto são os tamanhos e as cores, portanto se possui quatro tamanhos e três diferentes cores, totalizará em 12 skus.
Para um novo projeto, esta estratégia deve ser traçada desde o cadastro de produtos no ERP (Enterprise Resource Planning) que é o sistema de informação que integra todos os dados e processos de uma organização. A estratégia deverá ser traçada desde o cadastro pois serão estas informações que serão integradas à plataforma de e-commerce e que influenciarão diretamente na maneira de disponibilização dos produtos. No planejamento de uma nova loja, frequentemente estão envolvidos diversos fornecedores (ERP, plataforma de e-commerce e a agência implantadora), portanto o ideal é que todos estejam presentes em uma única reunião para definir esta estratégia, pois desta forma evita-se a falha de comunicação. É extremamente importante compreender como a plataforma conversa com estas variações de skus e transporta estas informações ao ambiente da loja. Algumas plataformas conseguem apresentar todas as variações de skus na vitrine da loja, possibilitando que o e-consumer consiga visualizar todas as variações daquele produto ao selecionar o departamento desejado, mas vale destacar que não são todas. Portanto compreenda as funcionalidades e limitações da plataforma contratada para discutir quais as melhores estratégias adotadas.
Abaixo segue a disponibilização de produtos de um dos grandes players do e-commerce -Netshoes.

netshoes

 

 

No destaque acima, podemos identificar que as variações do mesmo produto são aparesentadas na vitrine. E se tratando de tênis, em que a cor do produto interfere diretamente no impulso de compra do consumidor, esta estratégia foi traçada de maneira correta. A Netshoes utiliza a plataforma ATG Web Commerce da Oracle que consegue apresentar todas as variações dos produtos, mesmo que estas variações estejam atreladas a um produto pai.
Algumas plataformas do mercado não possuem esta funcionalidade e para estes casos algumas variações de skus deverão ser tratadas como variações do produto. No caso do nicho de calçados, a variação de cores é um fator decisivo de compra, portanto esta variação deve estar aparente ao consumidor na vitrine da loja e em algumas plataformas esta variação será tratada como produtos diferentes, portanto o produto possuirá apenas as variações de tamanhos como skus. Vou traçar um exemplo simples para melhor compreensão, um tênis da Nike que possui como variação diversas cores e tamanhos, para que as cores sejam apresentadas ao consumidor na vitrine da loja, cada cor será tratada como um único produto (Produto Pai) possuindo como variações (Produtos Filhos) apenas a grade de tamanhos.
Mas vale lembrar que esta estratégia varia de acordo com o mix de produtos e o perfil de compra do consumidor. Alguns tipos de produtos podem possuir as respectivas variações dentro do produto, ou seja, como variações de skus – em que o consumidor visualizará as suas variações apenas após selecionar o produto desejado (página de produto).
Este é um ponto fundamental para um novo projeto, pois se for detectada alguma falha após o lançamento da loja, será um fator que impactará diretamente nas vendas do site e demandará muito trabalho para a correção.
Vale lembrar que muitas lojas físicas que possuem uma estrutura de loja física em seu ERP para entrar no canal online precisam fazer uma reestruturação do cadastro das informações de seu sistema para que atendam as reais necessidades do e-commerce.
Bom pessoal espero ter ajudado com estas dicas!
Abraços.

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

One Comentários

  1. Vaildo disse:

    Alguem conhece alguma plataforma de loja online que disponibilizam essa função?

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25