E-commerce B2C na Europa pode alcançar €500 bilhões de euros este ano

em jun 02, 2016:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
Artigo  contéudo2

De acordo com uma pesquisa (European BC2 E-commerce Report) lançada recentemente durante o Global E-commerce Summit, o e-commerce na Europa dobrou de crescimento e deve alcançar cerca de €500 bilhões de euros este ano (aproximadamente 2 trilhões de reais). A pesquisa foi realizada com 800 executivos-chave do e-commerce internacional.

Com cerca de 296 milhões de e-consumidores na Europa, cada um gastando uma média de € 1.540 (cerca de R$ 6 mil) no on-line no ano passado, o relatório fornece uma perspectiva promissora para a indústria de e-commerce. E ainda há muito espaço para crescer. “Hoje, apenas 43% da população europeia compra on-line, e 16% dela compra em outro país. Além disso, 16% das PMEs vendem on-line e menos da metade delas vendem on-line através do Cross Border (7,5%). O potencial total do mercado europeu para o e-commerce ainda não foi atingido “, disse Marlene ten Ham, secretário-geral da Ecommerce Europa, durante a Conferência.

Onde a Europa está?

O impacto do e-commerce B2C na economia europeia tem aumentado nos últimos anos e seu crescimento deverá continuar nos próximos anos, resultando em € 510 bilhões de euros em vendas de e-commerce em 2016, € 598 bilhões de euros em 2017 e € 660 bilhões de euros em 2018. O Reino Unido, França e Alemanha estão claramente na frente em termos de e-commerce B2C na Europa, já que representam mais de 60% de todo o volume de negócios online.

O Reino Unido é líder quando se trata do tamanho do seu mercado de e-commerce B2C (€ 157,1 bilhões) e do gasto médio por e-consumidor (€ 3625). No entanto, em termos do número de e-consumidores, os alemães têm uma presença no mercado maior do que os seus homólogos britânicos (51,6 milhões vs. 43,4 milhões). E é surpreendente que nenhum desses mercados estejam entre os “top 10” em crescimento mais rápido do B2C e-commerce. A Ucrânia está no topo da lista (com um crescimento de 35% em relação a 2014), seguido de perto pela Turquia (34,9%) e Bélgica (34,2%).

No entanto, ainda há várias barreiras a superar, a fim de alcançar todo o potencial do setor de e-commerce na Europa, de acordo com o relatório recentemente publicado, Cross-border E-commerce Barometer 2016. Os três principais desafios dos varejistas ao tentarem expandir seus negócios no cross-border é a fragmentação jurídica, questões fiscais (IVA) e de logística/distribuição.

Fonte: Ecommerce Brasil

veja também:

Como obter um diferencial e recompensar os clientes do seu e-commerce

Por: Alejandro Vásquez, cofundador da Nuvem Shop e diretor de CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo3

Geração “Y” de consumidores demanda muita atenção de varejistas

Por: Juan Pablo Uma estratégia móvel robusta nos dias atuais CONTINUAR LENDO…

Consumidores multicanal: a nova tendência do varejo

Por: Pedro Ivo Martins O consumidor mudou, online e offline CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo

5 métricas fáceis de analisar que ajudam a crescer uma fan page

Por: Camila Porto As principais dificuldades apresentadas pelos empreendedores e CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário