Empresário revela 5 dicas de como resgatar um bom faturamento

em mai 05, 2016:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
Views33
Como escolher a forma de pagamento ideal para seu e-commerce-

Depois de enfrentar uma dura queda nas vendas de sua loja virtual, Manoel Antonio Castro, 37, resolveu adotar novas estratégias para que seu e-commerce voltasse a alavancar.

“Senti o começo da crise em meados de 2014, quando os fornecedores mudaram as regras de compra. Aumentaram o pedido mínimo e solicitaram o pagamento adiantando. Com isso acabamos estendendo o prazo de entrega para os clientes e a concorrência saiu na frente.
Tivemos uma queda nas vendas de até 50% no mês,” relata o empresário.

Antes da crise apertar, o empresário comercializada cosméticos como maquiagem para calvície, meia calça líquida e autobronzeador.

Mas, após a experiência negativa com os fornecedores, Castro decidiu investir no ramo da moda, onde ele mesmo pudesse fabricar as peças que seriam comercializadas.

“A única solução que via era partir para a produção própria, num produto onde tivéssemos o controle do início ao fim. Isso dava mais segurança”, declara.

O negócio deu tão certo que hoje mais de 70% do seu faturamento diário vem desse projeto.
Atualmente, seu e-commerce faz sucesso com cuecas, sungas e calcinhas com enchimento, além de cobertores com manga e roupões de banho.

Mas para toda essa história dar certo, Manoel seguiu alguns passos que foram fundamentais. Veja as dicas:

1° passo: Buscar e oferecer a necessidade do mercado

Você já deve ter ouvido aquela frase: enquanto uns choram, outros vendem lenços.
Foi essa ideia que incentivou Manoel.
Após várias pesquisas, ele descobriu uma valiosa brecha de mercado.

“Usei da minha experiência em vendas e comecei à coletar informações sobre os clientes e as compras feitas, tudo pensando em aprimorar os novos produtos.

Em princípio fiz diversas pesquisas no Google, em fóruns e portais de dúvidas para identificar que tipo de enchimento poderíamos criar para as cuecas e como poderíamos trabalhar nesse segmento.

As pessoas comentavam que usavam meias e outros artifícios para aumentar o volume do pênis e isso serviu para termos uma base.
Foi aí que surgiu a ideia das cuecas com enchimento frontal”, comenta o empresário.

2° passo: Planejamento

Colocar os planos no papel e definir o valor de investimento é superimportante para a criação de novos produtos.
À partir daí, você conseguirá montar um projeto piloto mais robusto ou mais simples.

“No meu caso, o valor investido serviu para definir o design, o tipo e a qualidade do material usado, as variações de cores, a compra de máquinas, cursos de especialização em costura e produção de fotos e vídeos.
O total investido nesse processo ficou entre R$10.000 à R$12.000″.

3° passo: Criatividade

A criação e as ideias para um novo produto, em muitos casos, requer uma pitada de ousadia.
“É complicado trabalhar um produto que pode ser visto, muitas vezes, como algo sexual, sendo que não é. Percebíamos muito isso através dos comentários das pessoas.

Meu objetivo era pegar essa opinião e transformá-la. Tornar a cueca com enchimento uma peça de roupa universal e funcional era o que eu desejava.
Usei vários modelos de bojo até encontrar o que desse o contorno correto. Foram mais de 10 modelos até chegar no atual.

O êxito chegou quando conseguimos encontrar o modo certo para encaixar os dois enchimentos traseiros. Duas peças soltas foram acopladas na cueca para que acompanhassem o movimento dos glúteos e o efeito ficasse natural”, relata.

4° passo: Boas recomendações

A famosa propaganda por indicação faz toda a diferença.
A boa experiência de um cliente é mais creditada do que qualquer outro tipo de publicidade.

As pessoas confiam em depoimentos de outros usuários. Eles se sentem mais seguros quando há esse compartilhamento de experiência.

Segundo uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), cerca de 54% dos compradores online alegaram só adquirir algo em sites indicados e 45% buscam lojas que não tenham reclamações nas redes sociais ou em portais destinados à clientes insatisfeitos.

“Temos clientes que retornam dando um feedback positivo. Formadores de opinião também recomendam o produto, através de blogs ou reportagens em portais de notícias.
Esse reconhecimento vem naturalmente, devido a atenção que damos à todas as críticas positivas e negativas que recebemos.
O segredo é ouvir nossos clientes e tentar nos colocar no lugar deles”, informa Manoel.

5° passo: Bom atendimento ao cliente

Conquistar um “UAU” dos clientes é praticamente uma obrigação de todo negócio, mas infelizmente são poucos os que investem nisso.
Essa regra vale tanto pra produto quanto pra atendimento.

“Personalizar o atendimento é fundamental para conquistar esse público diferenciado. São pessoas que estão com a autoestima fragilizada, por isso a atenção especial faz toda a diferença.

O atendimento não deve ser resumido apenas em SAC. Temos que encarar como um canal de apoio ao cliente, além de tirar dúvidas e receber sugestões de melhorias”,
conclui Manoel.

Fonte: EXAME.com

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25