Funcionários dos Correios entram em greve

em set 13, 2013:por

Anna Wagner

Cursa Publicidade e Propaganda na Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado. Atua desde 2012 na área de marketing, trabalhando com Startups na área de e-commerce e e-service. Atualmente é responsável pelo marketing na eNext Consultoria em E-commerce.
correio

Correios dizem que 93,3% do efetivo está trabalhando; em SP, protesto passou por importantes vias da região central e complicou o trânsito.

correio

Apesar da greve desta quinta-feira, 12, os Correios informam que 93,3% de seu efetivo está presente e trabalhando, o que corresponde a poucos mais 116 mil empregados. Segundo o órgão, seis dos 35 sindicatos do Brasil realizaram assembleias e optaram pela paralisação. Mais cedo, o Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e Similares de São Paulo (Sintect – SP) havia dito que oito Estados – Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Tocantins, Rio Grande do Norte, Rondônia, Pernambuco e Paraíba – estavam com seus serviços postais e de encomendas paralisados.

Entre as demandas da categoria, estão reajuste do piso salarial, aumento real de 6%, vale-alimentação e reembolso creche.

Em São Paulo, uma manifestação convocada pelo sindicato contou com participação de 200 pessoas. O protesto passou pela Avenida Paulista, Rua da Consolação e acabou na região central, em frente ao Theatro Municipal. O ato trouxe complicações ao trânsito por onde passou. De lá, os manifestantes seguiram para a sede do sindicato na categoria.

Os Correios afirmaram que toda a rede de atendimento e todos os serviços, inclusive o SEDEX e o Banco Postal, estão disponíveis, com exceção dos serviços de entrega de encomendas com hora marcada e do Disque Coleta. Algumas entregas, contudo, podem ter atraso.

O sindicato se reuniu com representantes da empresa no início do mês para discutir a pauta da categoria, mas não houve acordo. Os grevistas pedem um reajuste de 10%, mas os Correios oferecem um porcentual de 5,27%, número abaixo da inflação anual do Índice de Preços do Consumidor Amplo (IPCA), de 6,27%.

O presidente do Sintect-RJ, Marcos Sant’Aguida, disse que além de reivindicar melhores salários, a categoria busca o fortalecimento da empresa. “Queremos que tenha uma entrega ampla em todo o território nacional, mais trabalhadores, mais infraestrutura de transporte e mais atendimento ao público. Nós colocamos 62 itens na reunião com os Correios”, afirmou.

No Rio, os sindicalistas formaram um piquete a fim de impedir a saída dos veículos com malotes de encomenda para entregas nesta quinta-feira.

Com informações da Agência Brasil e Sandra Manfrini, da Agência Estado, e estadão.com.br

veja também:

m-commerce

Como o e-commerce deve se preparar para vender via dispositivos móveis

*Por Leandro Ginane Uma pesquisa da Return Path aponta que CONTINUAR LENDO…

ecommerce-tag-page

Satisfação no e-commerce está ligada à entrega do produto

As empresas que vendem produtos na internet precisam estar atentas CONTINUAR LENDO…

relc3b3gio

Como a sensação de urgência pode ajudar o seu E-commerce?

Os sites de E-commerce podem utilizar a sensação de urgência CONTINUAR LENDO…

calendario

Como manter os preços competitivos durante as datas sazonais

Por Roberto Assef* Datas comemorativas  são extremamente importantes para as CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JUL 25