Google testa grandes mudanças em seu mecanismo de pesquisa com foco no mobile

em nov 07, 2016:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
Artigo  contéudo2

O Google está começando a testar uma nova versão “mobile first” de seu índice de pesquisa, o que significa que a empresa priorizará o conteúdo mobile em seus resultados de busca.

Primeiro, um lembrete sobre como a pesquisa do Google funciona: os bots do Google rastreiam a web monitorando mais de 60 trilhões de páginas da web e os links dentro delas. O Google então os classifica em um grande índice baseado em centenas de fatores diferentes. Esse índice, juntamente com uma série de algoritmos, é o que permite ao Google retornar resultados de pesquisa relevantes – aquela lista de links azuis – quando você insere um termo na caixa de busca.

Com a nova atualização, o Google determinará o ranking de páginas com base no conteúdo mobile. Embora tenha sido relatado anteriormente que o Google estava criando um índice mobile totalmente separado, a empresa diz que vai usar o mesmo índice como antes, mas que utilizará sites móveis para seu ranking de páginas.

“Embora nosso índice de pesquisa continue sendo um índice único de sites e aplicativos, nossos algoritmos usarão principalmente a versão mobile do conteúdo de um site para classificar as páginas desse site, entender os dados estruturados e exibir trechos dessas páginas em nossos resultados”, escreveu Doantam Phan, gerente de produtos do Google.

De acordo com o Mashable, essa mudança gera muitas implicações, mas a mais óbvia é que os sites que não têm versões mobile funcionais provavelmente aparecerão mais abaixo nos resultados de pesquisa. Assim, com esse movimento, a mensagem do Google é muito clara: o momento para se adaptar ao mobile é agora.

Phan acrescentou que como se trata de uma grande mudança, levará algum tempo para que ela seja implementada totalmente, mas, para os usuários, isso significa que os resultados das buscas no mobile ficarão muito melhores. Isso é uma boa notícia, já que a maioria das pesquisas feitas no Google é proveniente de dispositivos móveis – daí o ímpeto da empresa para otimizar seu principal produto.

Embora o Google ainda esteja testando as mudanças, a empresa oferece algumas sugestões para aqueles que querem assegurar que seus sites estão prontos para a mudança. Isso está relatado neste link.

Fonte: IMaster

veja também:

Como obter um diferencial e recompensar os clientes do seu e-commerce

Por: Alejandro Vásquez, cofundador da Nuvem Shop e diretor de CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo3

Geração “Y” de consumidores demanda muita atenção de varejistas

Por: Juan Pablo Uma estratégia móvel robusta nos dias atuais CONTINUAR LENDO…

Consumidores multicanal: a nova tendência do varejo

Por: Pedro Ivo Martins O consumidor mudou, online e offline CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo

5 métricas fáceis de analisar que ajudam a crescer uma fan page

Por: Camila Porto As principais dificuldades apresentadas pelos empreendedores e CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário