IBOPE e-commerce traça o perfil do consumidor brasileiro online

em out 29, 2013:por

Anna Wagner

Cursa Publicidade e Propaganda na Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado. Atua desde 2012 na área de marketing, trabalhando com Startups na área de e-commerce e e-service. Atualmente é responsável pelo marketing na eNext Consultoria em E-commerce.
elo7_dicas_para_o_empreendedor3

As principais críticas dos internautas que compram pela internet se referem à impossibilidade de ver os produtos ou experimentá-los.

elo7_dicas_para_o_empreendedor3

Um estudo feito este mês pelo IBOPE e-commerce com os internautas das principais regiões metropolitanas do país que participam do painel contínuo de comércio eletrônico, e que representam 80% do consumo do país, mostra que 86% deles já fizeram compras pela internet.

A pesquisa representa cerca de 80% do consumo do Brasil ou cerca de 45,77 milhões de usuários de internet ativos. Realizada em outubro de 2013, foram ouvidos 406 entrevistados do painel de e-consumers do IBOPE e-commerce, nas nove principais regiões metropolitanas do Brasil, mais o interior de Sul e Sudeste.

A pesquisa “O Caminho do Consumo” foi apresentada hoje por Alexandre Crivellaro, diretor executivo do IBOPE e-commerce, durante o congresso E-Commerce Brasil Operações & Negócios 2013, o maior evento do setor na América Latina, realizado em São Paulo.

Buscando sempre oferecer ao mercado métricas e informações inéditas sobre o comércio eletrônico no Brasil, o IBOPE e-commerce acompanha o comportamento do internauta em sites de comércio eletrônico para entender, detalhadamente, o que o consumidor faz durante todo o processo de busca, considerando análises de alternativas e a decisão de compra de produtos pela internet.

O segmento de e-commerce ainda prevalece entre as classes AB, com 65% de sua representatividade, sendo que 18% delas moram em São Paulo e 16% no Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Apesar de a mobilidade impulsionar o crescimento do e-commerce, a maioria das pessoas ainda se sente mais segura em comprar por meio de computadores ao invés de smartphones e tablets. “Das busca de informações sobre produtos e serviços de comércio eletrônico no país, dispositivos como smartphones e tablets foram utilizados por 38% e 18% dos entrevistados, respectivamente”, explica Alexandre Crivellaro. “O computador ficou bem na frente, utilizado por 98% das pessoas ouvidas na pesquisa”, completou o executivo.

A comodidade foi o fator positivo mais apontado pelos entrevistados, com 93% de citações. Melhores preços e a variedade na escolha dos produtos também foram itens muito citados, com 85% e 66% das respostas, respectivamente.

As principais críticas dos internautas que compram pela internet se referem à impossibilidade de ver os produtos ou experimentá-los, com 84% das respostas; o medo de não receberem os produtos, com 56%; e a falta de opção para agendar a entrega do produto, com 54% das respostas.

“Diante de um problema com uma compra online, ao serem indagados sobre qual é a primeira coisa que costumam fazer, 58% dos entrevistados disseram que buscam solucionar o problema via e-mail ou por chat, 33% buscam solucionar o problema via SAC e apenas 7% colocam o problema nas redes sociais”, finaliza Alexandre.

 

Fonte: Administradores

veja também:

m-commerce

Como o e-commerce deve se preparar para vender via dispositivos móveis

*Por Leandro Ginane Uma pesquisa da Return Path aponta que CONTINUAR LENDO…

ecommerce-tag-page

Satisfação no e-commerce está ligada à entrega do produto

As empresas que vendem produtos na internet precisam estar atentas CONTINUAR LENDO…

relc3b3gio

Como a sensação de urgência pode ajudar o seu E-commerce?

Os sites de E-commerce podem utilizar a sensação de urgência CONTINUAR LENDO…

calendario

Como manter os preços competitivos durante as datas sazonais

Por Roberto Assef* Datas comemorativas  são extremamente importantes para as CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JUL 25