Índice global de pagamentos móveis

em jul 21, 2014:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
Views18
adyen-indice-de-pagamentos

Aumenta a liderança do smartphone como dispositivo móvel mais preferido em relação a tablets; exceto no varejo, que registou aumento no valor médio de transação em ambas as plataformas. Transações pelo sistema Android também se aproximam do iPhone, mas iOS ainda domina.

A Adyen, provedora global de soluções de pagamentos multicanal, anuncia hoje os resultados de seu último Índice Global de Pagamentos Móveis (Adyen Global Mobile Payments Index), referente ao período de abril a junho de 2014; e dados inéditos sobre o País em edição especial brasileira. Os estudos estão disponíveis na íntegra para download aqui

No âmbito global, neste espaço de tempo, os pagamentos via Internet móvel foram responsáveis por quase 22% de todas as transações de pagamentos efetuadas na rede da Adyen – um aumento de 9% em relação ao primeiro trimestre deste ano e um aumento de 33% em relação a junho de 2013. Quase 71,5% dos clientes Adyen em todo o mundo processaram transações móveis neste segundo trimestre.

O índice mostra que, enquanto os computadores pessoais ainda dominam o mundo do comércio digital, um constante crescimento das transações móveis vem diminuindo esta diferença em quase todas as indústrias monitoradas pela Adyen. Quatro verticais registraram aumentos: Viagens (+5%), Produtos Digitais (+1,7%), Varejo (+3,2%) e Ingressos (+5,3%). As transações móveis relacionadas a games mantiveram queda no 2º trimestre (-2,5%), principalmente devido ao aumento nas compras de aplicativos. Vale ressaltar que o Índice Global de Pagamentos Móveis, da Adyen, concentra-se exclusivamente em pagamentos móveis baseados na Internet e não monitora os pagamentos relacionados a aplicativos.

Porcentagem das transações móveis no segundo trimestre por setor:
Viagens: PC 60.42%; Mobile 39,58% (Smartphone 27,24%; Tablet 12,34%);
Bens Digitais: PC 73, 97%; Mobile 26,03% (Smartphone 20,12%; Tablet 5,91%);
Games: PC 92,6%; Mobile 7,38% (Smartphone 5,04%, Tablet 2,33%);
Varejo: PC 70,94%; Mobile 29,06% (Smartphone 10,01%, Tablet 19,04%);
Compra de Ingressos: PC 70,86%; Mobile 29,14% (Smartphone 21,06%; Tablet 8,08%).

Em termos de valores de transação, o setor de Varejo registrou aumento de usuários tanto de smartphones quanto de tablets, os quais aumentaram suas taxas de vendas no segundo trimestre em 10,1% e 5,6%, respectivamente. A indústria de games demonstrou um ligeiro aumento no número de usuários de smartphones (2,1%) e a compra de ingressos obteve aumento de 5,5% no valor médio de compras feitas por usuários de tablet.
Média de Valores de Transação no Segundo Trimestre por Setor| Plataforma (Comparativo com o 1º Trimestre)

Viagens: PC US$ 274 (-1.5%); Smartphone US$ 77 (-0.6%); Tablet US$ 190 (-5.1%);
Bens Digitais: PC US$ 31 (-1.75%); Smartphone US$ 25 (-2.66%); Tablet US$29 (-3.9%);
Games: PC US$ 55 (+0.6%); Smartphone US$ 56 (+2.1%); Tablet US$ 61 (-2.9%);
Varejo: PC US$ 141 (+0.1%); Smartphone US$ 90 (+10.1%); Tablet US$ 119 (+5.6%);
Compra de Ingressos: PC US$ 72 (+5.5%); Smartphone US$ 59 (-0.3%); Tablet US$ 73 (+5.5%).

“Os dispositivos móveis não podem mais ser ignorados como um canal. Cada comerciante que vende na internet precisa ter uma estratégia de pagamentos móvel que adapte seu processo de checkout para as especificações de cada plataforma mobile”, diz Roelant Prins, Diretor Comercial da Adyen. “Viagens, compra de ingressos e varejo destacam-se como setores que se beneficiaram ao máximo do canal mobile neste trimestre, apresentando melhorias tecnológicas como reservas de viagens ou a compra de bens de forma facilitada, rápida e mais conveniente do que antes”.

Android Ganhando Terreno sobre o iOS
O Índice revelou ainda que o uso de equipamentos dotados do sistema Android está crescendo em ritmo acelerado no mobile commerce – particularmente smartphones Android – mas, por enquanto, eles não representam uma ameaça aos dispositivos equipados com a plataforma iOS. Dos cerca de 22% das transações via internet móvel processadas pelas Adyen no segundo trimestre, 8,3% vieram de um dispositivo iPad (um aumento de 6,5% em relação ao 1º trimestre e um aumento de 12,25% sobre o ano passado) e o iPhone representou 6,6% (6,5% em relação ao 1º trimestre e 24% sobre o ano passado). No entanto, o crescimento trimestral do Android foi mais do que o dobro do iOS. Já as transações comerciais móveis em dispositivos Windows Mobile e Blackberry foram insignificantes no segundo trimestre e não apresentaram crescimento.

Consumidores ainda preferem Smartphones a Tablets para o M-commerce
Apesar do forte desempenho do iPad no segundo trimestre, os smartphones representaram 11,9% do total de operações, contra 10% das operações realizadas por tablets, indicando uma crescente preferência do dispositivo no m-commerce. De acordo com o índice, quase todo o crescimento de pagamentos móveis na plataforma Adyen no segundo trimestre teve origem nos smartphones – exceto no Varejo, onde a tela maior do tablet é mais propícia para a navegação e compra. Este foi o único setor em que as transações via smartphones e tablets aumentaram ao longo do 1º trimestre.

Viagens: Smartphone(+5.26%) Tablet (-0.14%)
Bens Digitais: Smartphone (+3.25%) Tablet (-1.6%)
Games: Smartphone (-2.16%) Tablet (-0.33%)
Varejo: Smartphone (+0.68%) Tablet (+2.52%)
Compra de ingressos: Smartphone (+5.33%) Tablet (-0.01%)

Adoção de Pagamentos Móveis por Continente
O Índice Global de Pagamentos Móveis da Adyen também explorou o crescimento das transações de pagamentos móveis em todo o mundo ao longo dos últimos 12 meses. A Europa lidera o mundo das transações m-commerce, com 22,7% de todas as operações efetuadas a partir de um dispositivo móvel (12,4% smartphones; 10,3% tablets). Isso representa um aumento de quase 40% em relação a junho de 2013, quando representavam 16,3% do total de transações.
Na América do Norte, os dispositivos móveis representaram 16,9% de todas as transações (10,9% smartphone; 6% tablet), um aumento de 48% em relação ao ano passado, 11,4%. Transações móveis asiáticas responderam por 14,2% (7,9% smartphone; 6,3% tablet), 20% de 11,8% há um ano. A América Latina/Sul, com 6,6% (aumento de cerca de 75%, de 3,8% no ano passado), foi a única região a mostrar um aumento contínuo nas transações por tablet (2,5% smartphone; 4,1% tablet).

Índice de Pagamentos Móveis: Edição Especial Brasileira
A edição especial brasileira do Índice de Pagamentos Móveis da Adyen revela que as transações realizadas por meio de dispositivos móveis no Brasil têm aumentado substancialmente nos últimos 12 meses. De todas as transações online realizadas por smartphones, o crescimento foi de 2,5% em junho de 2013 para 5,5% em maio de 2014. A participação total de todos os pagamentos móveis feitos no Brasil – incluindo tablets – aumentou de 5,4% para 8,7% no último ano.

Em relação a preferências de dispositivos móveis, smartphones iOS (2,7%) e Android (2,7%) são os mais populares para os brasileiros que costumam realizar transações online, e logo após, com 2,6%, estão os iPads. Tablets Android mantêm uma parcela significativamente menor de 0,6% em todas as transações, mostrando poucos sinais de crescimento ao longo dos últimos 12 meses.

Para muitos comerciantes que buscam ganhar espaço na América Latina, o Brasil é uma opção atraente por ser um dos principais mercados. Em 2013, o País representou 61% do mercado de e-commerce da América Latina, e este setor obteve um aumento de 28%. Com uma população de quase 200 milhões de pessoas, o Brasil tem aproximadamente 107 milhões de usuários de internet, dos quais havia uma estimativa de 60 milhões de compradores online no segundo semestre de 2013.

Apesar de o m-commerce ainda ser menos desenvolvido por comparação – em parte graças às preferências de pagamento locais – o canal móvel triplicou seu número de vendas online em 2013 para se tornar o quinto maior mercado móvel do mundo em 2014.

“Historicamente, restrições bancárias, controles cambiais rígidos e preferências pelas formas de pagamento locais específicas do Brasil traduzem para o cenário internacional que a entrada no mercado brasileiro não é simples”, explica Jean Christian Mies, vice-presidente sênior da Adyen na América Latina. “Com esta edição especial brasileira deste nosso índice, realizado trimestralmente, a Adyen descobriu um crescimento contínuo em pagamentos móveis na região. Uma grande parte deste crescimento é resultado do aumento do número de comerciantes internacionais que estão entrando no mercado com ofertas móveis sob medida, que levam em conta as características específicas do cenário de pagamentos brasileiro.”

A compreensão das formas de pagamento locais mais utilizadas são decisivas para o processo de adaptação. Consumidores brasileiros usam muito o cartão de crédito, em sua maioria (78%) para compras online. Outros 15% preferem métodos baseados em dinheiro como Boleto Bancário e já 7% é adepta de transferências bancárias e outras formas de pagamento. Estimativas sugerem que, até 2017, quase todos os usuários de internet no Brasil acessarão a rede mundial de computadores por um dispositivo móvel. Portanto, é essencial que os comerciantes brasileiros considerem estes canais móveis para aproveitar ao máximo o potencial deste mercado.

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

One Comentários

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25