Livre-se de erros que podem estar afetando seu e-commerce

em jun 27, 2016:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
Artigo  contéudo2

Melhorar a performance do e-commerce deve ser uma atividade constante para empresários e empreendedores do setor. Porém, muitas vezes, eles só se dão conta disso quando as vendas começam a diminuir e aí é comum irem à busca de fórmulas mágicas. Contudo, o CTO e sócio da Trezo, André Felipe T. da Luz, lembra que não é preciso inventar nada, apenas fazer um check list da loja online e verificar se há erros que podem estar afetando o negócio, como design, preço, processo de pagamento e imagens.

Para isso, André lista os dez erros comuns encontrados em e-commerces que prejudicam diretamente as vendas. “A solução pode ser muito mais simples do que se imagina. Muitas vezes são apenas erros que podem ser corrigidos com a ajuda de um profissional”, explica André. Confira as lista com as recomendações do especialista em e-commerce:

1) Design atualizado
O design do e-commerce precisa ser atual e único para que ele se destaque e atraia o público-alvo. Além disso, é imprescindível que ele seja mobile, afinal a maioria dos usuários usa o celular – se não para finalizar a compra, mas pelo menos para fazer pesquisas e saber mais sobre o produto.

Nada de imagens ou vídeos muito grandes, pois vão demorar a carregar e, enquanto isso, o cliente migra para outra loja. Tenha um design leve, informativo e atraente.

2) Falhas no processo de pagamento
Não faça do processo de pagamento um interrogatório. Mantenha essa etapa da forma mais simples possível. Garanta a compra – claro, com segurança – e deixe para descobrir mais sobre a vida do consumidor em outra etapa. Peça apenas as informações necessárias e torne o processo de pagamento mais curto possível.

De acordo com BaymardInstitute, a taxa média de abandono do carrinho em e-commerce é de 69,53 % e as falhas no processo de pagamento são as principais razões para esse número.

3) Métodos de envio
O frete é um dos principais problemas logísticos do e-commerce. Além disso, ele representa 58% dos custos totais das operações. Por isso, é preciso muita atenção nesse item. O ideal é fazer um planejamento levando em conta o produto, volume, quantidade encomendada e opções de entrega.

No site, disponibilize tabelas de fretes e opção para calcular o preço e prazo do envio do produto. E, para diminuir os custos logísticos, analise e questione o contrato com as transportadoras. O negócio precisa ser viável para todos os envolvidos.

4) Formas de pagamento
Ofereça diversas formas de pagamentos ao cliente. Se houver limitação de uma ou duas opções, como por exemplo, Paypal ou uma única bandeira de cartão, você estará diminuindo as chances do consumidor efetuar a compra. Outro tópico importante é analisar o público-alvo do seu e-commerce. A preferência pela forma de pagamento pode mudar de acordo com o seu consumidor.

Além disso, como algumas formas de pagamento possuem taxas menores por compra, cabe ao empreendedor oferecer esse desconto ao cliente e assim aumentar a conversão. É recomendável e prático um pequeno desconto de 5% para boleto, débito em conta ou cartão de débito, por exemplo.

5) Preço
Antes de precificar o produto, faça uma pesquisa de mercado e analise os preços praticados, pois esse é o principal fator de escolha do produto, portanto, não abuse no valor.

Claro, há exceções. Há consumidores, por enquanto a minoria, que valorizam e pagam mais quando os produtos, por exemplo, possuem um processo que agride menos o meio ambiente, não são aplicados em animais para testes, entre outros. Mas, lembre-se: são a minoria.

6) Imagem
A imagem do produto reflete o que ele realmente é, por isso invista em boas fotografias. Além disso, elas ajudam a garantir produtos e um site mais atraente. A imagem deve mostrar detalhes e todos os lados dos produtos devem ser mostrados. Contrate um bom fotógrafo.

7) Descrição
Tão importante quanto à imagem, é a descrição dela. Explore esse espaço para descrever as características do produto e a usabilidade do mesmo. Instigue o consumidor a querê-lo. Nada de fazer as mesmas descrições para os produtos e lembre-se dos motores de busca do Google. Para conferir mais dicas sobre descrição de produtos acesse esse post.

8) Promoções
Promoções ajudam a atrair novos clientes e também lembram os antigos de voltarem para a sua loja. Elas são parte importante da estratégia para aumentar as vendas do seu e-commerce. Lembre-se de datas comemorativas e feriados. São ótimas oportunidades para realizar promoções.

9) Sistema de avaliação
Todo e-commerce deve ter um espaço para as avaliações feitas por clientes. E nada de esconder aqueles comentários negativos. É o conjunto disso que vai trazer mais confiabilidade a sua loja online. Por isso, oportunize seu cliente avaliar os produtos, o processo de compra e entrega, o atendimento, entre outros tópicos.

10) Marketing
Se você quer se tornar uma marca forte, invista em marketing profissional. Esteja presente na mídia, apareça nas redes sociais e mantenha uma boa relação com os clientes e prospects. Aposte no inbound marketing.

Agora que você já sabe quais erros não cometer no seu e-commerce, a dica é investir um tempo em uma boa análise da sua loja virtual levando em conta cada tópico.

Fonte: Administradores

veja também:

Como obter um diferencial e recompensar os clientes do seu e-commerce

Por: Alejandro Vásquez, cofundador da Nuvem Shop e diretor de CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo3

Geração “Y” de consumidores demanda muita atenção de varejistas

Por: Juan Pablo Uma estratégia móvel robusta nos dias atuais CONTINUAR LENDO…

Consumidores multicanal: a nova tendência do varejo

Por: Pedro Ivo Martins O consumidor mudou, online e offline CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo

5 métricas fáceis de analisar que ajudam a crescer uma fan page

Por: Camila Porto As principais dificuldades apresentadas pelos empreendedores e CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário