O impacto do marketing online para empresas e consumidores

em dez 04, 2014:por

Marília Ferro

Formada em Letras/Linguistica pela Universidade de São Paulo, atua como analista de projetos na empresa Über Digital.
Views227
marketing

A cultura digital interferiu de maneira contundente na estrutura da humanidade, em muitos de seus princípios mais básicos. Estamos todos juntos no “não-lugar” online, representados por avatares que se relacionam, compram, trabalham, em uma reprodução fiel ao mundo offline que sempre conhecemos.

Atenta a essa nova ordem, as empresas também criaram seus avatares, fixando-se nesta modalidade de cliente , e têm tido com essa prática resultados extremamente satisfatórios. Conhecem perfis de usuário de maneira completa e traçam para eles o “destino de compra”. O usuário é o tempo todo induzido, estimulado, a comprar determinado produto, em determinado momento. Para quem vende, esse procedimento simplifica incrivelmente todo processo, já que economiza-se várias etapas de levantamento de público-alvo e de sedução do cliente e trabalha-se com um potencial consumidor altamente qualificado (que ainda poderá, em determinado momento, servir como mídia ganha para divulgação de marcas e causas.)

Ferramentas como o remarketing, por exemplo, representam um importante passo para o incrível crescimento que as vendas online têm obtido nos últimos anos. É uma poderosa estratégia de negócio, que bem utilizada pode potencializar sensivelmente todos os esforços para comunicação e vendas, já que permanece na “visão” do consumidor, lembrando-o do produto que já manifestou desejo em adquirir.

Entretanto, tanto em relação ao remarketing quanto a outras medidas para aumento de conversão, percebe-se um efeito colateral importante: nossa realidade, enquanto usuário, é cada vez mais recortada pelos inúmeros filtros que passamos diariamente ao navegar na rede. Para o consumidor, isso é um ponto complexo, pois existe um direito de decisão e privacidade que precisa ser respeitado. Contudo, com tantas personalizações, anúncios sob medida e intervenções a que somos submetidos no dia a dia, nossas escolhas não nos pertencem mais. Somos um produto dos moldes que ajudamos a fabricar com as informações que “fornecemos”, mas nem sempre esse direcionamento consegue levar ao sucesso um plano de marketing.

Para quem vende, é necessário ter atenção aos exageros, que podem comprometer, do ponto de vista macro, a própria imagem da empresa, bem como afetar seriamente suas conversões. Nesse sentido, é preciso cuidar da relação emocional com o cliente, que pode ser desgastada quando se faz uma personalização muito agressiva.

Por fim, é imprescindível buscar um equilíbrio e entender o impacto desses funis de vendas nas duas pontas do processo de compra, para que ferramentas comprovadamente eficazes não se tornem um peso inútil para empresas e consumidores.

veja também:

Não há outros artigos postados por esse autor

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25