Por que a sua campanha não está convertendo tanto

em set 22, 2016:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
artigo-conteudo41

Parece complexo, mas a verdade é que podemos resumir a razão que não deixa a sua conversão ser tão boa numa única palavra: relevância. Ou melhor, a falta dela. Relevância é a qualidade daquilo que é importante, que merece destaque e que é indispensável.

Uma campanha relevante é aquela apresenta algo que tem valor para o cliente. Logo, ele não poderá deixar de interagir com ela. Logo, sua conversão será melhor. Separamos 4 dicas para tornar suas campanhas mais relevante e garantir melhores conversões. Vamos a elas:

1- Observe para quem você está entregando a campanha

Como você define o seu público-alvo? Para ter uma boa conversão é preciso atingir as pessoas certas e a melhor forma de saber quem são elas é tendo um conhecimento completo sobre a sua audiência e um bom estudo de buyer persona.

Dica: Escolha bem os segmentos. Por vezes, os anunciantes preferem segmentar uma campanha com uma grande quantidade de segmentos. O resultado é uma campanha específica demais e que atingirá pouquíssimas pessoas.

Outros utilizam poucos segmentos e atingem um público muito genérico e abrangente. Em ambos os casos, a consequência é baixa taxa de conversão. O ideal é encontrar um equilíbrio entre a quantidade de segmentos, sua qualidade e volume de internautas impactados.

2- Considere a jornada de compra

Pelo seu site, passarão pessoas que encontram-se em todas as fases da jornada de compra: descoberta, consideração e decisão.

A maioria das empresas prepara seus sites para receber apenas aqueles que encontram-se na última fase e perdem a oportunidade de construir um relacionamento com quem está nas duas primeiras. O resultado são conversões ruins e perda de possíveis conversões futuras.

Dica: Utilize um modelo de atribuição. Cada vez mais, o internauta vai para a Internet para buscar informações sobre um produto e não apenas para efetuar uma compra. Um modelo de atribuição permite que a empresa tenha uma visão completa de suas campanhas, saiba quais convertem melhor e quais contribuem para etapas anteriores à conversão.

Por isso, se uma campanha não está convertendo tanto quanto o desejado, é o momento de analisar se o propósito dela é realmente o last-click, se ela contribui mais para outras etapas igualmente importantes, se ela precisa de alterações ou se deve ser cancelada.

3- Avalie onde sua mensagem será veiculada

Analisar em quais redes sociais o seu público está presente e com quais veículos tem maior afinidade é decisivo para garantir que o público tenha interesse pelas informações ali apresentadas e, portanto, mais chances de converter.

4- Utilize a abordagem correta

Na hora de montar a campanha, lembre-se de usar a abordagem e a linguagem adequada. Para isso, novamente, voltamos ao tema das Buyer Personas.

Após colocar a campanha no ar, atente-se para a etapa de análise dos resultados da campanha. Um erro comum nesse momento é considerar como conversão apenas o clique. O problema é que um clique num banner pode ser de um internauta que entrará no site para abandoná-lo logo após o seu carregamento. O ideal é ir além nessas métricas e olhar todo o processo de conversão.

Fonte: Profissional do E-commerce

veja também:

Como obter um diferencial e recompensar os clientes do seu e-commerce

Por: Alejandro Vásquez, cofundador da Nuvem Shop e diretor de CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo3

Geração “Y” de consumidores demanda muita atenção de varejistas

Por: Juan Pablo Uma estratégia móvel robusta nos dias atuais CONTINUAR LENDO…

Consumidores multicanal: a nova tendência do varejo

Por: Pedro Ivo Martins O consumidor mudou, online e offline CONTINUAR LENDO…

artigo-conteudo

5 métricas fáceis de analisar que ajudam a crescer uma fan page

Por: Camila Porto As principais dificuldades apresentadas pelos empreendedores e CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário