ROI, você está vendo este indicador de maneira correta?

em jun 05, 2013:por

Marcio Isidoro

Formado em Administração de Empresa, Pós-Graduado em Gestão e Estratégia para E-commerce pela BSP, já trabalhou na área de marketing das empresas Gimba.com e dp6, atualmente trabalha na eNext como Gerente de Projetos Digitais.
Views30
roi

Pior do que não olhar um indicador tão importante como o ROI (Return on investiment ou retorno sobre investimento), é observá-lo da maneira errada e tomar decisões que podem estar desviando do caminho certo para seu e-commerce.

Este indicador financeiro vem sendo utilizado por agências de marketing pela fórmula “Receita do Google Analytics / Investimento na Mídia”, mas todos nós sabemos que a receita do Google Analytics não representa o que realmente é faturado no e-commerce, e que o investimento na mídia não é o único custo.

Para saber exatamente se determinada mídia está sendo rentável para a empresa, temos que calcular o ROI Líquido, que engloba a receita que realmente foi faturada no e-commerce e todos os custos de venda, como o investimento em mídia, a agência de marketing, o custo da mercadoria vendida, taxa do cartão de crédito, custo de embalagem e frete, e etc.

 

Receita no Google Analytcs x Receita faturada no Back Office:

Primeira medida que você deve tomar para começar a olhar o ROI de maneira correta para tomada de decisões, é deixar um pouco de lado a receita que aparece no Google Analytics e começar a olhar a receita realmente faturada no seu Back Office, que já exclui todos os boletos não pagos, as compras recusadas no Gateway de pagamento e no Antifraude.

Custos:

1 – Investimento em mídia: É o valor em reais investido em determinada mídia.

2 – Custo da Agência: São os custos relacionados à Agência de marketing que gerencia os seus investimentos, normalmente é cobrado por um valor fixo ou um percentual sobre o investimento.

3 – Custo da mercadoria vendida: São os custos relacionados à fabricação ou a compra dos produtos que foram vendidos.

4 – Custo de trocas e devoluções: São os custos dos produtos que foram trocados ou devolvidos, e que não podem ser vendidos novamente.

5 – Taxa do cartão de crédito: Maioria das vendas do e-commerce é feita por cartão de crédito, portanto temos que considerar este custo na hora de calcular o ROI.

6 – Custo de embalagem e frete: São todos os custos relacionados à embalagem e envio dos produtos.

Se você fizer o cálculo e seus custos estiverem maiores ou próximos da receita, está na hora de rever o seu plano de mídia, pois muitas lojas virtuais fecham as portas por não perceberem que quanto mais vendem, maior é o prejuízo.

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25