Vendas do Cyber Monday cresceram para US$ 2 bi, diz comScore

em dez 05, 2014:por

Redação Next Ecommerce

O Nextecommerce é um canal para compartilhar idéias sobre as tendências e novidades que encontramos e produzimos no mercado.
cyber-monday-2-bi

As compras de fim de ano pela internet aumentaram 17 por cento nos EUA e atingiram o recorde de US$ 2,04 bilhões no Cyber Monday, disse a empresa de pesquisa comScore Inc., pois os consumidores aproveitaram as ofertas on-line.

A segunda-feira passada – conhecida como Cyber Monday pelo aumento vertiginoso de vendas nas lojas on-line – continua sendo o dia de compras pela internet mais agitado do ano em 2014 e ultrapassou o US$ 1,51 bilhão em vendas virtuais da Black Friday.

Mesmo assim, o crescimento na segunda-feira seguinte ao Dia de Ação de Graças está desacelerando porque os consumidores estão espalhando as compras para outros dias.

No mesmo dia do ano passado as vendas on-line nas lojas varejistas aumentaram 18 por cento.

Os compradores têm respondido a promoções antecipadas em sites de comércio eletrônico, como Amazon.com Inc., que começou a lançar ofertas para o feriado uma semana antes da Black Friday. À medida que a compra de presentes passa a começar antes e a incluir o Dia de Ação de Graças, o pico atingido no Cyber Monday se torna menos pronunciado.

Mesmo com a distribuição dos gastos entre os dias, a tendência mais ampla é um crescimento robusto, disse a comScore.

Os gastos on-line entre 1º de novembro e o Cyber Monday totalizaram US$ 26,7 bilhões, 16 por cento a mais do que o mesmo período no ano passado, disse a empresa de pesquisa. O valor se compara à taxa de crescimento de 8 por cento do período no ano passado.

“A temporada de compras on-line do fim de ano está indo muito bem e, neste momento, está melhor do que o previsto” – Gian Fulgoni, presidente emérito do conselho da comScore

“Diversos relatórios também indicaram certa fraqueza na economia de consumo devido à queda das vendas em lojas tradicionais durante o fim de semana do feriado, mas talvez o que realmente esteja acontecendo é uma aceleração da preferência por comprar on-line, pois os smartphones se tornam vitrines de compras. Os dados que observamos indicam mais uma mudança no comportamento de compra do que falta de demanda do consumidor”.

Computador

A comScore mede as vendas das lojas on-line feitas pelo computador, portanto os dados excluem as compras realizadas por aparelhos portáveis. Os smartphones e tablets foram responsáveis por 22 por cento de todas as vendas on-line no Cyber Monday, de acordo com a International Business Machines Corp.

Os gastos on-line no dia de Ação de Graças deram um salto de 32 por cento, chegando a US$ 1 bilhão pela primeira vez, e as compras da Black Friday aumentaram 26 por cento, de acordo com a comScore.

Vantagem eletrônica

As lojas on-line têm uma vantagem em relação às que combinam o comércio eletrônico com as lojas físicas, que tiveram um início de temporada decepcionante devido ao tráfego lento nas lojas físicas.

O gasto total no varejo caiu 11 por cento em relação ao ano anterior, para US$ 50,9 bilhões no período de quatro dias, do Dia de Ação de Graças até domingo, disse a Federação Nacional de Varejo (NRF) dos EUA. Foi o segundo ano consecutivo em que as vendas caíram durante o fim de semana depois do feriado. A NRF tinha previsto um ganho de 4,1 por cento nas vendas para novembro e dezembro – o melhor desempenho desde 2011.

A ShopperTrak, empresa de pesquisa com sede em Chicago, ofereceu ontem uma perspectiva menos sombria ao estimar que as compras no fim de semana de Ação de Graças caíram 2,1 por cento.

Descontos antecipados

A Amazon e outras lojas on-line ofereceram descontos antes da Black Friday, dia que costuma marcar o início da temporada de ofertas. Varejistas tradicionais, como a Wal-Mart Stores Inc. e a Target Corp., também anteciparam seus descontos neste ano, tanto nas lojas quanto pela internet.

As vendas da Amazon, com sede em Seattle, durante o período de cinco dias que termina no Cyber Monday aumentaram 23,8 por cento, mais do que o crescimento mais amplo do setor de comércio eletrônico, que foi de 20,6 por cento, de acordo com a ChannelAdvisor Corp., que trabalha com os comerciantes para aumentar as vendas. As vendas da eBay Inc. durante o mesmo período aumentaram 20,5 por cento.

POR EXAME

veja também:

adwords

Como melhorar as vendas com o Google AdWords para e-commerce?

Por: Wallace Castro Você quer vender mais, economizar tempo e fazer CONTINUAR LENDO…

red bull

Marketing de Conteúdo te dá asas

Por: Renann Mendes Nunca fui muito fã de dar aulas, CONTINUAR LENDO…

shopping

Google Shopping: aprenda como usá-lo a seu favor

Por: Raquel Lisboa – Nuvem Shop É cada vez mais CONTINUAR LENDO…

email

Por que o marketplace é o assunto do momento no e-commerce?

O ano de 2017 está sendo marcado pela consolidação do CONTINUAR LENDO…

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

Calendário

 
JUL 25