7 dicas não convencionais para tirar o máximo da Black Friday

em set 23, 2015:por

Tulio Kehdi

Sócio-diretor da Raccoon, é uma das maiores agências de marketing de performance do Brasil. Com uma carteira de clientes composta por marcas como Fastshop, Discovery Channel, Connect Parts, Eztec, Grupo Samba, Kabum e eFácil.
Views66
BlackFriday-2

A Black Friday já é de fato um fenômeno no varejo brasileiro. Em poucos anos a data ganhou proporções incríveis e já representa uma fatia considerável do faturamento mensal da maioria das lojas virtuais, além de ser sempre o melhor dia de vendas do ano.

Apesar disso, a falta de preparo para a data continua sendo um pecado recorrente de muitos dos sites. Em parte, isso é compreensível. Se trouxéssemos isso para o mundo offline, um exemplo equivalente seria de um restaurante que está acostumado a atender entre 100 e 130 clientes por dia e em apenas um único dia do ano, esse número sobe para 1 mil. Não é fácil ajustar a casa para suportar tantos clientes a mais. Ainda assim, muito pode ser feito para não se perder nesse aumento abrupto da demanda.

1) Não dá para vender offline: é essencial estar com a infraestrutura preparada para o grande aumento de tráfego esperado durante a Black Friday. Utilizar serviços de terceiros para cacheamento de vídeos e imagens a fim de aliviar a carga no seu próprio servidor, bem como desativar páginas de busca quando possível de modo a minimizar consultas complexas a bancos de dados, pode fazer toda a diferença na hora de manter seu site online. Outras medidas simples e eficazes incluem realizar upgrade nas configurações dos servidores utilizados e preparar redundâncias para serem ativadas assim que necessário.

2) Explore o retargeting: você passou o ano todo buscando novos clientes e buscando fidelizar sua base. Agora é a hora de usar esse público ao máximo. Muitos clientes dizem não disponibilizar um investimento específico para a Black Friday, uma vez que a demanda aumenta naturalmente. Entretanto, fazer uma venda para alguém que esteve indeciso há pouco tempo ou que comprou um produto no seu site, é extremamente provável na Black Friday. Retargeting é, portanto, o que os financistas chamam de “low hanging fruit” ou a oportunidade mais fácil de ser agarrada nessa data.

3) E-mail é rei: sem dúvida apenas com ações de e-mail marketing podem te ajudar muito nessa data. É um dia em que os consumidores estão dispostos e até motivados a revisar toda a sua newsletter para comprar um produto interessante.

4) Já guardou estoque?: Um dos erros mais comuns e que vai deixar seus consumidores mais tristes é ter um estoque muito pequeno de produtos. Você pode deixar sua marca de fora da rota dos sites que o cliente terá o hábito de buscar por produtos de seu interesse.

5) Cuidado com o efeito barragem: já é percebido um desaquecimento das vendas no pré-Black Friday. Entretanto, ações nos dias anteriores com motes como “ Preços de Black Friday” ou ações muito forçadas nos dias anteriores, podem gerar decepções com a sua marca e a ajudar a acumular ainda mais o desejo de compra dos consumidores nos dias anteriores à data.

6) Aumente o senso de urgência: propagandas com o número de peças ainda em estoque ou tempo de duração da promoção ajudam a aumentar a urgência do consumidor para comprar naquele instante e parar de continuar a busca pelo produto.

7) Repense o boleto: certamente você perderá vendas por não permitir essa forma de pagamento nesse dia específico. Mas por outro lado, muitas pessoas acabam “reservando” os produtos, mesmo não tendo tanto interesse ou certeza de que irão mesmo comprar. Isso certamente dificultará a sua gestão de estoque no dia.

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25