Entendendo a conversão | Next Ecommerce

Entendendo a conversão

em abr 09, 2013:por

Anna Wagner

Cursa Publicidade e Propaganda na Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado. Atua desde 2012 na área de marketing, trabalhando com Startups na área de e-commerce e e-service. Atualmente é responsável pelo marketing na eNext Consultoria em E-commerce.
Views5
analise-grafio-chart

Por Fátima A. Bana

Quase todos os gerentes de e-commerce e empreendedores da área com os quais eu converso sempre me perguntam o motivo pelo qual a conversão no Brasil é tão pequena comparada ao trafego em suas lojas virtuais. Estão sempre pensando em como investir para aumentar a conversão.

Vejo essa situação de dois lados diferentes, o primeiro é que o Brasil ainda tem muito a crescer em compras on line e tráfego intenso significa que o consumidor está tentado a comprar, mas precisa acreditar ou ficar mais “amigo” da sua loja. O outro ponto é que a sua loja pode estar escondendo os produtos. Como? Vi muitos casos em que lojas que possuem um alto volume de produtos não categorizam bem os mesmos e eles se perdem entre tantos outros.

Para esse caso a solução é mais simples que a primeira visão, pois na primeira temos que estudar o comportamento do consumidor que não compra, às vezes não tem cadastro e ai vai um trabalho de marketing digital e analytics bastante intenso, que podemos falar em outra ocasião.

Já para o segundo caso, o trabalho é interno mesmo. Creio que todos nós gerentes de e-commerce ou empreendedores desse mercado, devemos buscar todos os dias os produtos, não só os que estão nas listas de mais procurados pelos clientes, mas todos os nossos produtos. Fazendo isso podemos de repente não encontrar alguns e ai vamos entender em que categoria de produtos está o erro.

Já vi lojas on line de acessórios que tinham anéis perdidos no meio de brincos, por algum erro no pedido comercial, falta de atenção no cadastro ou falha na qualidade da publicação, estava lá, um brinco perdido entre muitos anéis e adivinhem? Eu não encontrei esse mesmo brinco quando navegando pela arvore atrás dele.

A partir daí nós podemos começar a desenhar de forma mais assertiva a nossa arvore de categorias, que é a alma da loja. Ela deve ser desenhada para que o consumidor navegue de forma natural dentro da sua loja, assim ele vai sentir que está em um ambiente seguro e organizado, tornando mais fácil a sua conversão ou no mínimo o interesse no cadastro, que como já falamos “vale ouro” para o entendimento do comportamento do consumidor. Esse sim é o maior desafio do e-commerce mundial.  E se ele se cadastrou é porque quer saber mais de você, dê isso a ele.

Boas Vendas.

 

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25