Por que você deve usar vídeos em seus emails marketing

em fev 12, 2014:por

Danilo Fadel

Sócio da Nexttarget, é formado em Administração de Empresas pela ESPM pós-graduado pelo Insper Ibmec. Trabalhou como analista de novas tecnologias na Editora Abril e gerente de projetos na F.Biz WPP.
Views12
EMKTBIEO

Todo dia somos impactados por dezenas, se não centenas, de campanhas de emails marketing. Com esse volume tão grande de campanhas, muitas vezes faltam conteúdos, promoções e ofertas boas o suficiente para gerar interesse e interação (clique).

Uma das táticas para aumentar a taxa de cliques no email marketing é a inserção de vídeo na peça. Parece simples, porém existe uma série de questões técnicas para analisar antes de executar esse tipo de campanha.

Primeiro ponto é que uma parte dos provedores de email não aceita vídeos nas peças de email marketing. Nesses casos é necessário ter uma versão em Gif animado ou imagem estática, que aparecerá no local em que o vídeo apareceria.

De qualquer forma, mesmo sem o vídeo rodar dentro do próprio provedor de email, ele gera uma curiosidade e taxa de interação bem interessante.

A imagem abaixo demonstra os principais provedores de email e qual nível de aceitação de vídeos eles possuem:

dan1

Algumas estatísticas bem interessantes sobre a aplicação de videos em email marketing.

-  Segundo a empresa Vidyard, emails sem videos possuem uma taxa de cliques média de 6,7%, enquanto que campanhas com vídeo chegam a 10,3% (aumento de 54%);

- Apenas colocando a palavra “video” no assunto do email, a taxa de clique tem um aumento entre 7%-13% – Experian’s 2012 Digital Marketer Benchmark and Trend Report;

-  No estudo da Get Response com 800.000 destinatários, aqueles que receberam campanhas com vídeos tiveram uma média de 5,6% de abertura e 96,38% de taxa de cliques maior que os emails sem vídeos.

Caso decida utilizar vídeos em suas próximas campanhas, considere as seguintes dicas:

1 – utilize o assunto do email para divulgar que possui um vídeo na campanha

2 – utilize uma imagem de “Play” na imagem estática para os provedores que não suportam vídeo (deve direcionar para a url do vídeo, seja no youtube ou em algum outro ambiente)

3 – os vídeos não devem ultrapassar 2 minutos (é o tempo estimado que os usuários aceitam para um vídeo)

4 – os gifs animados devem ter no máximo entre 30 a 45 segundos

5 – garantam que a banda necessária para visualizar o vídeo não seja alta, pois poderá ter uma perda de performance

Agora é planejar as ações, executar e medir o resultado. Boa sorte!

Alguns exemplos de emails com vídeos:

http://www.videoemail.com/examples/disney/

http://www.videoemail.com/examples/victorias-secret/

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

One Comentários

  1. Tiago disse:

    Super Interessante isso. Video?

    Veremos como será essa agora.

    Parabéns

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25