Previsões globais do varejo para 2015

em dez 09, 2014:por

Marcelo Terrazzan

Diretor comercial da Rakuten no Brasil. Está na empresa desde 2006, quando a Rakuten ainda era Ikeda, atuou anteriormente como gerente, consultor de projetos, e gerente comercial. Formado em Sistemas da Informação na FIAP e com MBA em Varejo pela FIA, atuou como desenvolvedor chefe de soluções para a Whirlpool e Netshoes, e gerenciou mais de 20 projetos. Atualmente Terrazzan é responsável comercial do Shopping e das plataformas Rakuten.
Views23
bola-de-cristal

Varejistas são pressionados a expandir e melhorar ofertas à medida que a concorrência global se intensifica.

Com o contínuo crescimento do mobile commerce, que intensificou o índice de gastos online, estima-se que as vendas no comércio eletrônico no mundo tenham aumentado cerca de 20,1% em 2014. Os valores pela primeira vez superam $1,5 trilhão de dólares globalmente e somente no Brasil, o faturamento é estimado em cerca de R$ 39,5 bilhões neste ano.

Com a taxa de crescimento global prevista para diminuir ligeiramente em 2015, por conta do amadurecimento do mercado, os varejistas esperam ver um aumento de 17,7% nas vendas de comércio eletrônico, chegando ao faturamento global de $ 1,7 trilhão de dólares no ano que vem. Conforme os varejistas experientes ampliam seus horizontes para continuar expandindo seus negócios, o próximo ano irá fornecer bons lucros para quem desenvolver boas estratégias e abraçar o comércio além das fronteiras geográficas.

Com a aproximação do novo ano, Marcelo Terrazzan, diretor comercial da Rakuten Brasil, destaca suas previsões sobre como a indústria global de varejo irá se desenvolver ao longo dos próximos 12 meses:

Experiência de varejo para conquistar fidelidade do consumidor

“Os mundos do varejo e entretenimento, que no passado já estiveram separados, hoje estão firmemente integrados. Os consumidores atuais buscam uma experiência de compra que reflita seus gostos, tanto online como offline. Para proporcionar esta experiência, os varejistas têm diversificado cada vez mais a sua oferta, mas geralmente com serviços isolados. À medida que nos aproximamos de 2015, os varejistas estão trazendo essas ofertas juntas, sob uma única marca. Isso não só irá capacitar os lojistas a oferecer uma experiência melhor de relacionamento com os consumidores, como também irá desencadear uma enorme oportunidade de cross-sell e fortalecer a lealdade do consumidor em todo o ecossistema de varejo e entretenimento”.

O ‘vai ou racha’ das moedas digitais

“Os meios de pagamento têm sido motivo de inovação no varejo em todo o mundo em 2014 e nós podemos esperar ver muito mais no próximo ano. No entanto, a maior mudança provavelmente venha na consolidação da infinidade de métodos de pagamento já disponíveis para os consumidores. 2015 será o ano do “vai ou racha” para as moedas digitais, como o Bitcoin, que ainda tem de fazer valer sua presença em termos de volume de transações. Este será o ano em que nós vamos descobrir se essas moedas vão sobreviver, cumprindo a promessa de uma moeda global, ou desaparecer devido à legislação e preocupações de segurança que limitam a aceitação pelos consumidores. Se as moedas digitais decolarem e conquistarem aceitação e utilização generalizada, veremos um impacto substancial sobre transações internacionais – um grande passo em direção a um mercado verdadeiramente global”.

M-commerce continua a ganhar força

“À medida que mais pessoas decidem migrar das compras feitas pelo desktop para a busca de produtos nos dispositivos móveis, os varejistas já não podem se dar ao luxo de ignorar a mudança de comportamento do consumidor. Estima-se que cerca de 10% dos consumidores no Brasil usaram dispositivos móveis para fazer compras online neste ano. Com esta tendência ganhando força, espera-se ver mais varejistas investindo em ambientes de varejo móveis e marketing no próximo ano, em uma tentativa de capitalizar sobre este segmento de rápido crescimento. Este, por sua vez, gera maior adoção do omnichannel, uma vez que os varejistas buscam oferecer uma experiência perfeita em vários canais. ”

Comércio além das fronteiras para desencadear um mundo de oportunidades para os varejistas

“O crescimento do comércio além das fronteiras parece destinado a acelerar em 2015, dando aos consumidores a chance de realizar compras com varejistas de qualquer lugar do mundo. Isso abre caminho para que os comerciantes tenham acesso aos mercados em outros países e expandam seu alcance internacional. Para os varejistas, a entrada em novos mercados através de uma plataforma global oferece a oportunidade de crescimento significativo, particularmente para os pequenos negócios onde há menos potencial para crescer internamente”.

Social shopping é entretenimento

“As mídias sociais estão desempenhando um papel cada vez mais importante na jornada de compras, influenciando tanto na descoberta de produtos, quanto nas decisões de compra. Nos EUA, estima-se que o social shopping tenha resultado em mais de $ 2.69 bilhões de dólares em vendas em 2014. Já o Twitter e Facebook introduziram os botões “Compre Agora” e em 2015, os varejistas poderão colocar maior ênfase na venda de produtos através destes canais. No entanto, nos sites de compartilhamento de imagens como Pinterest e Instagram ocorreu um crescimento mais rápido em número de membros e usuários ativos do que em outras redes sociais. A maior inovação em 2015 provavelmente será liderada pela imagem. Com os consumidores descobrindo coisas para comprar e compartilhando imagens do que eles gostam, uma grande oportunidade é oferecida aos varejistas, pois eles podem proporcionar uma experiência de compra mais divertida e envolvente aos consumidores.”

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25