Quinta Edição do Índice de Confiança do Varejista no Comércio Eletrônico | Next Ecommerce

Quinta Edição do Índice de Confiança do Varejista no Comércio Eletrônico

em mai 05, 2014:por

Gabriel Lima

Gabriel Lima é Graduado em Publicidade & Propaganda pela ESPM e Mestre em Administração de Empresas pelo Insper com ênfase em estratégia. Diretor da Enext, empresa líder em consultoria, marketing digital e soluções para e-commerce e professor da Business School São Paulo.
Views17
confianca-varejista

A quinta edição do índice de confiança do varejista no comércio eletrônico brasileiro apresenta indicadores relacionados as expectativas e o comportamento dos empresários em relação ao e-commerce para o próximo trimestre do ano de 2014. A aproximação do inicio da Copa do Mundo de Futebol nos meses de Junho e Julho claramente leva a uma desconfiança dos varejistas para investirem nas iniciativas de vendas pela internet. O varejo sofrerá com o impacto dos pontos facultativos que decretados nos dias de jogos, e o reflexo pode ser visto na expectativa de investimentos no canal online apresentando os níveis mais baixos desde a primeira edição do índice em Março de 2013.Neste cenário a pesquisa foi realizada dos dias 25 de Março ao dia 04 de Abril deste ano. O método adotado levou em consideração os mesmos critérios utilizados nas três edições anteriores.

O primeiro índice analisado levou em consideração qual a categoria de negócio o e-commerce pertence e, neste caso pode-se observar uma queda significativa nos varejistas apenas virtuais pelo segundo período consecutivo (Pure Play) de 37% na pesquisa anterior para 24% neste período, reforçando a tendência da exigência de uma experiência mais completa exigida pelos consumidores e notada pelos varejistas. Da mesma forma, se acentuou a participação das Marcas e Indústrias saltando de 19,2% para 30,3% provando que a tendência a desintermediação de canais esta cada dia mais presente na realidade do varejo. Por outro lado, a participação dos varejistas que atuam tanto nas lojas físicas, quanto nas lojas virtuais vem se mantendo constante ao longo do últimos 5 períodos analisados.

Figura 1: A qual categoria de E-commerce seu negócio pertence?

Fonte: eNext Consultoria

O segundo indicador trata da expectativa de investimentos para o próximo trimestre e nele pode-se observar uma queda acentuada de mais de 6 p.p. na incidência de respondentes que pretendem aumentar os investimentos, passando de aproximadamente 70% para 63,6%. Além disso, mais de 30% dos varejistas pretendem manter o mesmo padrão de investimentos para o próximo trimestre, apresentando um crescimento considerável em relação a pesquisa anterior onde 23% iriam manter os mesmos padrões. Este comportamento mostra um certo ceticismo do empresário, possivelmente impactado pelos fatores relacionados a Copa do Mundo de Futebol, pois apesar de acreditarem no canal a ponto de não reduzirem o investimento, não pretendem colocar mais dinheiro no negócio em um trimestre com menos dias úteis.

Figura 2: Qual sua expectativa de investimento em E-commerce para os próximos três meses?

Fonte: eNext Consultoria

O terceiro e último indicador apurado questiona os varejistas sobre qual serão suas prioridades do ponto de vista de investimentos para os próximos três meses. Neste indicador, observa-se uma grande variância entre as respostas ao longo das pesquisas, porém três indicadores mantem-se constantemente encabeçando a prioridade dos varejistas ao investir no canal online, são eles: Email Marketing, Plataforma de E-commerce e Social Media. Apesar da queda considerável em relação a pesquisa anterior, Email Marketing continua sendo a principal intenção de investimento com 42%, mostrando que a interação através do canal continua sendo a mais eficiente para melhorar o relacionamento com seus consumidores e aumentar o resultado do negócio. Plataforma de E-commerce aparece na segunda colocação, mostrando que os incrementos necessários para manter uma solução tecnológica de ponta e competitiva são constantes. Finalmente Social Media, que ao longo das pesquisas vem perdendo espaço no portfolio de investimentos ainda aparece como um canal relevante para os varejistas online

Figura 3: Quais são as suas prioridades de investimento durante os próximos três meses?

Fonte: eNext Consultoria

Curioso notar o fato de que Mobile Commerce não vem ganhado tração no portfolio de investimentos dos varejistas online. Todavia, se abrimos as respostas por tipo de varejistas, temos que os varejistas Pure Play como os principais interessados em investir no canal, onde mais de 50% tem intenção de investir nos próximos três meses. Esta situação possivelmente deve-se ao fato dos varejistas Pure Play necessitarem de um contato online mais próximo de seus consumidores, que passam cada vez mais tempo navegando na internet através de dispositivos móveis. Por outro lado é curioso notar que apenas 20% das Marcas e Indústria pretendem investir na solução, o que possivelmente ocorre devido ao recente interesse dos mesmos pelo canal online, pois frequentemente as soluções móveis são desenvolvidas em players mais maduros no canal, sendo que este mesmo fator pode ser corroborado com a intenção de mais de 60% terem intenção de investir em plataformas de e-commerce no mesmo período.

Finalmente podemos observar que o trimestre deverá ser duro para os varejistas e fornecedores do mundo online por conta dos acontecimentos da Copa do Mundo, por outro lado o crescimento consistente do canal e a vontade expressa pelos consumidores de comprar cada vez mais online e interagir com as marcas através dos ambientes virtuais faz com que a intenção de investimento continue alta.

Deixe um comentário

O que achou do conteúdo? Compartilhe sua opinião:

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe seu e-mail aqui e receba as novidades do mercado

eNext Dashboard

eNext Dashboard

SLI Systems

SLI Systems

Calendário

 
JUL 25